O espaço cultural Rua das Gaivotas 6, espaço de ação do Teatro Praga, é já conhecido por dar dar lugar a apresentações, circulação, residências e leituras. Em junho, apresenta uma programação com uma forte aposta na produção contemporânea de novos espetáculos de teatro, dança, artes visuais e música. Alguns dos nomes são Joana Castro e Manuel Henriques.

Miguel Bonnville em Old School

Já no próximo sábado, dia 18, a Rua das Gaivotas 6 vai receber Old School, um projeto mensal da curadora Susana Pomba, inicado em 2011. Tem como objetivo apresentar obras inéditas de artistas plásticos, sem qualquer limitação geracional, num acontecimento que se circunscreve às horas úteis  de uma noite apenas. O artista convidado de junho será Miguel Bonneville, e a entrada é grátis.

AgendaOS1200x300px

Imagem: Divulgação

Universidade Sénior apresenta a Apresentação Final

No dia 22 de junho, pelas 19h, a Rua das Gaivotas 6 recebe a Apresentação Final. Depois de um ano letivo em que J.M Vieira e Cláudia Jardim lecionaram a disciplina de Teatro na Unisaber, Universidade Sénior, será feita agora a apresentação que representa a conclusão da experiência. Quatro alunas descrevem o que gostariam de ter feito e que o Teatro Praga não as ajudou a fazer. A entrada ao espetáculo é livre.

universidadesenior-agenda

Foto: Divulgação

Perto… Tanto quanto possível de Joana Castro

Perto… tanto quanto possível, de Joana Castro, é o espetáculo de dança que pode ser visto dia 24 e 25 de junho, pelas 21.30h. Os nomes dos dois corpos em palco são de Joana e Bruno. Um feminino e outro masculino, dados fatuais que seriam irrelevantes não fosse a evidência que se referem a duas pessoas, genericamente diferentes, que vão encontrar-se pela primeira vez num espaço de ficção, o palco, que é sempre um espaço de desejo. É esse o lugar sem género que impõe um olhar crítico sobre a pulsão do que nos atrai, cativa, excita, ou invade. O preço do bilhete é 5 euros.

Perto-agenda

Foto: Divulgação

Manuel Henriques em O Bardo

A Rua das Gaivotas 6 irá receber de 29 de junho a 1 de julho, a peça O Bardo, sempre pelas 21.30h. Este é um remake da história do quadro de Thomas Jones, “Y Bardd”, de 1774, que descreve a perseguição dos bardos galeses durante a invasão inglesa do País de Gales. Nesta performance o artista, Manuel Henriques, personifica o último bardo galês, figura central representada no quadro, e conta a sua história imediatamente antes de cometer o seu último ato. O bilhete tem o custo de 5 euros.

OBardo-agenda

Foto: Divulgação