A sexta temporada de Game of Thrones continua a todo o vapor e, depois de episódios atribulados, esta semana tivemos uma hora calminha mas, ainda assim, com as suas surpresas. O novo episódio, intitulado Blood of my Blood, estreou no canal HBO no dia 29 de maio. Em Portugal, a série Guerra dos Tronos é exibida no canal SyFy.

Para Lá Da Muralha

Bran (Isaac Hampstead Wright) e Meera (Ellie Kendrick) continuam a sua fuga, enquanto o primeiro continua a ter visões de tudo e mais alguma coisa. Após serem novamente atacados pelos White Walkers, a dupla é salva por uma figura misteriosa, que revela ser, nada mais nada menos, Benjen Stark (Joseph Mawle).

Benjen estava desaparecido para lá da muralha após ter sido atacado pelos White Walkers, mas foi salvo pelas Crianças da Floresta e sobreviveu. Arrumado este assunto, tenham calma, porque este é apenas um dos dois grandes regressos da noite.Game of Thrones

Horn Hill

Sam (John Bradley-West) e Gilly (Hannah Murray) chegam à terra natal de Sam, onde são recebidos pela sua mãe e irmã. Contudo, ao jantar, é o pai que apresenta uma atitude hostil, sobretudo ao descobrir que Gilly é uma Wilding.

Após uma ceia repleta de ódio e insultos, Sam e Gilly decidem fugir nessa mesma noite, levando consigo a espada feita de ferro Valeryan que estava na mansão de Horn Hill. Como sabem, este ferro é o segredo para matar os White Walkers, portanto podemos esperar grandes coisas vindas desta cena.

Braavos

Arya (Maisie Williams) regressa à peça de teatro e envenena a bebida da atriz principal. No entanto, ao conhecê-la, muda de ideias e impede-a de beber o líquido. Waif (Faye Marsay) testemunha a cena e fica encarregue de matar Arya pelo incumprimento da sua tarefa. No entanto, a jovem recupera a sua espada que escondera no meio de rochas. Todos sabemos que Arya não vai abaixo sem uma boa luta. E eu estarei sentado com pipocas na mão quando isto acontecer.Game of Thrones

King’s Landing

Tommen (Dean-Charles Chapman) ganha permissão para visitar a sua esposa Margaery (Natalie Dormer) e depressa descobre que ela se redimiu dos seus pecados ao adotar a Fé dos Sete. Por seu turno, Jaime (Nikolaj Coster-Waldau) lidera o exército para atacar o High Sparrow ( (Jonathan Pryce) e os seus seguidores.

O feitiço vira-se contra o feiticeiro: o High Sparrow apresenta Tommen à multidão, dizendo que a coroa se uniu com a fé, sendo agora um só. Isto foi um choque minimamente inesperado fruto de uma indecisão imatura por parte de um rei que claramente não sabe o que faz. Contando os dias até Tommen se aperceber do erro que cometeu.Game of Thrones

E o resto?

Na mansão de Walder Frey (David Bradley), este vê Riverrun a ser dominado pelos inimigos e decide utilizar um membro da casa Tully como isco para recuperar o território. O escolhido é Edmure Tully (Tobias Menzies), que foi mantido refém desde o Casamento Vermelho. Aí está a segunda revelação da noite.

No mar dos Dothraki, Daenerys (Emilia Clarke) tem um novo encontro com Drogon, o seu filho favorito. Em cima do dragão, a protagonista nomeia todo o povo dothraki como seus parceiros, pedindo-lhes ajuda para chegar a Westeros e conquistar os Sete Reinos. A multidão grita e aplaude, em acordo unânime.

Depois de cinco episódios recheados de ação e mortes chocantes, este episódio de Game of Thrones até foi calminho (ainda por cima tendo em conta que tem a palavra “sangue” duas vezes no título). Ainda assim, tivemos direito a um bom par de surpresas, que certamente terão os seus frutos até ao final da temporada.

NOTA: 8/10