IberAnime Lx2016 estreou o MEO Arena o passado fim de semana e, mesmo com o mau tempo, contou com a presença de milhares de fãs e curiosos da cultura pop japonesa. Destacam-se os cosplayers que não desiludiram e ofereceram ao ambiente uma outra magia.

IberAnime Lx2015 despediu-se o ano passado da Sala Tejo para que fosse possível duplicar o número de visitantes do evento, alargar e diversificar a oferta de atividades, desde Jpop e Cultura Japonesa até IA!plus Gaming. Este ano surgiu ainda o Passaporte Oficial do evento, que é não só personalizável como inclui o programa.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=WotikZIqPbc]

O primeiro dia do IberAnime Lx2016 foi abençoado pela chuva, que em nada impediu a criação de filas antes das 10h30 da manhã, horário de abertura do maior evento de cultura pop japonesa realizado em Portugal e que, em outubro, terá lugar no Porto. No interior do MEO Arena, os guarda-chuvas e as gabardinas esconderam-se, dando lugar à excitação e ao surgimento de alguns cosplayers muito pouco resguardados. No segundo dia, o tempo melhorou, mas a afluência diminuiu, o que possibilitou uma melhor circulação, sobretudo na Arena.

Cultura Japonesa

Embaixada do Japão recebeu os participantes com uma exposição de kimonos, peças de sushi impróprias para consumo, bonecas japonesas, jogos tradicionais, pássaros em origami a decorar o stand e até exemplares da nipónica, uma revista publicada em japonês e outras seis línguas, que promove a cultura japonesa. No sábado, realizou-se uma sessão sobre viver e estudar no Japão, divulgando oportunidades, desafios e bolsas de estudo.

Os Origamigos de Lisboa estiveram presentes com um workshop de origami, a arte tradicional e secular japonesa de dobrar papel, criando representações geométricas de seres ou objetos, sem cortar ou colar.

Com o apoio da Language Craft, ocorreram apresentações de Chadô, a cerimónia do chá, e de dança tradicional japonesa, assim como workshops de caligrafia japonesa, de iniciação ao japonês e de Furoshiki, uma técnica tradicional de embrulho japonês.

Para os fãs dos sabores asiáticos, as opções ficaram a desejar, existindo à venda apenas alguns doces e bebidas, um stand de noodles Cigala e a oportunidade limitada de os provar com sabor a picante nas Eliminatórias Noodles Monster e, felizmente, o famoso bubble tea, criado no anos 80 pelo barista Liu Han-Chien, que juntou pérolas de tapioca ao chá gelado. Bobalicious, a loja que trouxe o bubble tea para Lisboa, esteve presente com dois sabores de Milk Tea e de Fruit Tea. Espalha-Factos provou o Fruit Tea de Lichia, o Milk Tea de melão e o de maracujá e, ainda assim, não conseguiu escolher o seu preferido.

A Horto do Campo Grande expôs alguns bonsais, réplicas de árvores em miniatura, plantadas num vaso, tradicionalmente raso e pequeno, que simula os padrões de crescimento e os efeitos da gravidade sobre os galhos, as marcas do tempo e a estrutura geral. Embora o termo ‘bon-sai’ seja japonês, a verdade é que a arte que descreve é originária da China. Ainda assim, foi o Japão que desenvolveu muitas das técnicas, estilos e ferramentas que lhe estão associadas.

As artes marciais não foram esquecidas, com demonstrações do Clube de Kendo de Lisboa e da União Portuguesa de AikidoKendo é uma arte japonesa moderna, desenvolvida a partir de técnicas tradicionais de combate com espadas, enquanto Aikido tem como objetivo a defesa dos participantes através não do ataque, mas do redirecionamento dos movimentos do adversário. Por outro lado, para quem prefere relaxar, o Centro Português de Investigação e Formação em Terapias esteve presente para promover os seus cursos e consultas de Reiki, que prometem ajudar a equilibrar o corpo e a mente.

Não se pode deixar de fazer referência aos momentos de Para Para Dance, uma dança sincronizada japonesa, em que os membros inferiores acompanham a batida e os membros superiores a melodia.

IMG_4148

Anime, manga, comics merchandising

Para além das sessões de visionamento de quatro grandes produções (Paprika, Túmulo dos Pirilampos, Final Fantasy: Advent Children Summer Wars), existiram diversos concursos e workshops relacionados com animemanga comics. O Espalha-Factos destaca o de como pintar uma ilustração e o de introdução ao desenho manga, com o apoio do jornal JanKenPon.

A presença de inúmeras bancas de ilustração permitiu aos participantes levarem lembranças para casa, mas fica sobretudo a presença de editoras como a Devir e a Kingpin Books, assim como de um stand dinamizado pelo Ponto das Artes, com demonstrações de material.

As bancas de merchandising em formato de pins, marcadores, porta-chaves, canecas, peluches e acessórios estavam por todo o lado e era impossível não comprar fosse o que fosse. Até existiu um workshop dedicado às figuras Funko Pop, com o apoio da Kingpin Books. Muitos dos participantes que compareceram ao IberAnime Lx2016 compraram chapéus e peluches, sobretudo do Poro do League of Legends, do Pikachu de Pokémon e do Totoro de Tonari no Totoro do Miazaki.

Gaming

Os videojogos marcaram uma presença de força quer através dos stands da Nitendo 3DS, da Playstation e da Wii U, que possibilitaram experimentar vários jogos e participar em passatempos, quer dos espaços dedicados ao retrograming.

Para além disso, a Escola de Imagem e Comunicação esteve presente não só para apresentar os seus cursos e a magia da multimédia como para dinamizar o workshop de concept art para videojogos. Contudo, sobressaiu a presença dos youtubers Fer0m0nasTiagvosky, SirKazzio Miss Mushrooms e a 1.ª edição de E-Sports com a espetacular final da IA!LOL Cup.

Cosplay

cosplay trata-se da atividade de se fantasiar de um personagem de animemanga, comics e videojogos, procurando interpretá-lo o melhor possível com engenho e criatividade. O fenómeno chegou ao Japão por volta da década de 80, tendo-se tornado comum durante as Comic Markets, que se celebram em Tóquio. Em Portugal, existe a Associação Portuguesa de Cosplay, que infelizmente não marcou presença no evento.

Das atividades dedicadas a este passatempo, que é sem dúvida uma arte, destaca-se a Final Cosplay World Masters, na qual estiveram representados 13 países, que se realizou sábado, no Palco Principal, às 12h30, e permitiu aos participantes serem reconhecidos como os melhores e mais completos cosplayers do mundo, não só através dos seus fatos como da sua performance, auxiliada por som, iluminação e projeção. O grande vencedor foi Samui Sain, representante do Brasil, com o cosplay de Ezreal de League of Legends.

No domingo, ocorreu não só o Concurso de Cosplay de Grupo, como dois workshops com a convidada especial Reikacosplayer há já 21 anos e referência até entre os mais experientes. Mas, ainda assim, quem brilhou foram os participantes mais ousados, que personificaram o universo das séries japonesas como Attack on TitanDeath Note ou Naruto, da Marvel, da DC e até da Disney. Para estes, o cosplay é uma forma de expressarem afeto pelas suas personagens preferidas, mas sobretudo de se sentirem mais sociáveis e confiantes.

Vê mais fotos aqui IberAnime | EspalhaFactos

Concertos

A apresentação das Senpai Project, banda de anisongs composta por quatro estudantes da Escola de Música de Monte Abraão, estreou o Palco Principal, meia hora após o início do IberAnime Lx2016. Apesar do famoso génerico de Oliver e Benji, as grandes atrações foram outras. Nordan, o vocalista dos Gaijin Sentai, deu não só um concerto a solo, às 18h30, no mesmo palco, como vários no Palco Cultural, e algumas vezes na companhia de Teppe, que também atuou a solo, mais do que uma vez, durante todo o fim de semana.

Gaijin Sentai alcançou notoriedade ao misturar músicas de anime tokusatsu (abreviatura da expressão tokushu satsuei, que significa filme de efeitos especiais) com heavy metal e alguns elementos de ritmos tradicionais brasileiros. Em 2013, a banda brasileira lançou OST, o seu primeiro álbum de hard rock/metal inteiramente cantado em japonês, produzido após ter sido o vencedor do concurso do Programa de Ação Cultural, do Governo do Estado de São Paulo.

Blasted Mechanism, a banda portuguesa de rock alternativo, encerrou o IberAnime Lx2016 com o volume no máximo e sobressaiu-se, como é costume, através da imagem extravagante e da fusão de músicas do mundo e dos seus instrumentos, inspirados na cultura oriental.

IberAnime Lx 2016: muito mais do que uma viagem ao Japão

IberAnime não é apenas a simulação de uma viagem ao Japão. Enquanto se aprende mais sobre a cultura pop e tradicional japonesa, mergulha-se num universo de fantasia e diversão, em que os cosplayers são os principais impulsionadores da veia artística dos que os olham num misto de admiração e inveja.

Não há espaço para rótulos, porque os visitantes partilham interesses em comum, mais ou menos acentuados, nem para idades, porque embora os jovens predominem são muitas as famílias e adultos que se deixam encantar pelas possibilidades que um evento como este é capaz de proporcionar.

A edição no Porto realizar-se-à nos dia oito e nove de outubro, na Alfândega, um dos edifícios mais emblemáticos da cidade.

Fotografias da autoria de Catarina Abrantes Alves