Vem aí a Cabify para concorrer com a Uber e os táxis

Numa altura em que a polémica da Uber está no seu auge, está prestes a chegar a Portugal a Cabify, oferecendo um serviço semelhante à primeira. A aplicação espanhola deverá chegar ao mercado nacional dia 11 de maio.

O debate entre a Uber (e os seus apoiantes) e os táxis tem sido aceso, e promete incendiar-se ainda mais com a chegada deste novo serviço. A Cabify já se encontra na Fábrica de Startups a recrutar condutores que possam conduzir um carro próprio ou um da empresa.

Oferecendo um serviço semelhante à já estabelecida Uber, esta nova competição também permite chamar um condutor através de uma aplicação para smartphone. O pedido inclui um ponto de partida e outro de destino, bem como a possibilidade de ser feito de forma antecipada, para uma altura posterior – embora com uma tarifa mais elevada. É possível acompanhar em tempo real o motorista na aplicação, e obter de imediato uma estimativa da tarifa do percurso. No final, os pagamentos são realizados utilizando o Paypal ou o cartão de crédito.

Rui Bento, diretor geral da Uber, vê a chegada da Cabify como uma concorrência positiva, afirmando ao Observador que alternativas na forma de deslocação são “algo que vemos como muito positivo para os consumidores e para as cidades portuguesas“.

Por outro lado, as reações negativas da indústria dos táxis já se fizeram sentir. Florêncio de Almeida, presidente da Associação Nacional dos Transportes Rodoviários em Automóveis Ligeiros (ANTRAL), já declarou ao mesmo órgão de comunicação que, caso o Governo não aja em direção à regulamentação deste tipo de transportes, avançará de novo para tribunal com uma providência cautelar, como no passado com a Uber.

A empresa, fundada em 2011, já se encontra instalada em 14 cidades espalhadas por todo o mundo.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
primeiro jornal bento rodrigues informação sic
Bento Rodrigues abre ‘Primeiro Jornal’ com discurso emotivo