O Espalha-Factos decidiu celebrar o Dia da Liberdade de Imprensa, instituído a 3 de maio pela ONU, com a seleção de meia dúzia de livros para (aspirantes a) jornalistas. Lições para aqueles que desejam um dia ser, como lhes chamou Marguerite Duras, operários da palavra.


Cartas a um Jovem Jornalista

Nada melhor do que começar com uma obra que se constitui como uma compilação de “cartas a Honório, um jovem jornalista ou, melhor ainda, aspirante a sê-lo”. Cartas a um Jovem Jornalista, de Juan Luis Cebrián, é um legado não só de reflexão como de dúvidas de um dos mais conhecidos profissionais da nova Espanha. Debatem-se, através de uma linguagem direta e coloquial, questões básicas relativas ao exercício do jornalismo e à importância dos meios de comunicação. “Longe de constituir um conjunto de lições é, antes, uma narração sobre aspetos tão importantes como controvertidos das modernas democracias.”

cartas_a_um_jornalista_juan_luis_cebrian

Ainda Bem Que me Pergunta 

Ainda Bem Que me Pergunta, de Daniel Ricardo, é ainda, como assegura o subtítulo, o 1.º manual de escrita jornalística editado em Portugal. Trata-se da versão atualizada e ampliada da obra publicada em 2003, com a chancela da Editorial Notícias. Para quem deseja aprender a escrever com clareza e rigor semântico, a estruturar uma notícia, uma entrevista ou uma reportagem ou ainda, por exemplo, a evitar «armadilhas» ortográficas e gramaticais.

ainda_bem_que_me_pergunta_daniel_ricardo

O Grande Livro do Jornalismo

Organizado por Jon E. Lewis, O Grande Livro do Jornalismo trata-se da reunião de 55
reportagens assinadas por grandes nomes da literatura, como Mark Twain, Jack London, John Steinbeck e George Orwell, por exemplo. Da queda da bolsa de Nova Iorque ao casamento de Grace Kelly, fala-se ainda dos Beatles, de John Kennedy, do Iraque e do Afeganistão. Lições de redação, história e estilo.o_grande_livro_do_jornalismo_jon_lewis

Jornalistas Literários

O jornalismo literário é narração e reeducação do olhar para uma reportagem criativa em contexto jornalístico. Trata-se não só de romper com os cânones do lead como de potencializar os recursos do jornalismo, de forma a proporcionar visões amplas da realidade, através da crítica literária, da biografia e do romance-reportagem, sem nunca desrespeitar os mestres do género, assegura Sergio Vilas Boas.

jornalistas_literários_sergio_vilas_boas

Todos os Homens do Presidente

Carl Bernstein e Bob Woodward reconstituem a investigação do caso Watergate, escândalo político que levou o presidente Richard Nixon à renúncia. A história de como os repórteres ajudaram a revelar uma poderosa rede de espionagem e sabotagem na Casa Branca contra políticos do Partido Democrata. Todos os Homens do Presidente destacou-se de tal forma que acabou por ser adaptado ao cinema, com Robert Redford e Dustin Hoffman, sendo considerado um clássico do jornalismo e um marco histórico da liberdade de imprensa.

todos_os_homens_do_presidente_capa

Um Repórter Inconveniente

Repórter Inconveniente – Bastidores do Jornalismo de Investigação, da autoria de Aurélio Cunha, um dos grandes e porventura dos mais ousados e atrevidos repórteres da segunda metade do séc. XX, revela os bastidores dos primórdios do jornalismo de investigação em Portugal.

um_reporter_inconveniente