O quarto episódio da segunda temporada de Outlander traz um tom mais escuro de volta à série, à medida que os planos dos Fraser vão por agua abaixo, após várias revelações, ameaças e um jantar muito animado – pelas piores razões. 

Jamie (Sam Heughan) e Claire (Caitriona Balfe) têm andado a tentar impedir que o Príncipe Charles (Andrew Gower) leve avante a sua rebelião escocesa e essa tarefa parece agora ainda mais impossível. Sabemos desde a season premiere que a missão dos Fraser está destinada ao fracasso e só falta mesmo (como se fosse coisa pouca) saber como e, mais importante, como é que isso afecta as personagens.

Mas comecemos pelo início. Claire quase é envenenada em Versailles, enquanto o Comte St. Germain (Stanley Weber) observa sinistramente (na verdade, tudo o que o Comte faz, fá-lo sinistramente). Já em casa a descansar, Claire sugere que o vinho que bebeu continha uma erva que o Master Raymond (Dominique Pinon) vende àqueles que lhe pedem veneno. E não é que, no episódio anterior, vimos o Comte a sair da loja de Raymond?

Jamie e Claire distraem-se ao tentar arranjar maneira de fazer o Duque de Sandringham (Simon Callow) perceber que a revolta de Charles é um péssimo investimento. Precisam que Charles faça má figura em frente ao Duque, pelo que Jamie decide convidar ambos para jantar. Claire mostra-se reticente e quando questionada por Jamie, conta-lhe que Jack Randall (Tobias Menzies) está vivo.

Claire e Murtagh (Duncan Lacroix) tinham andado preocupada com o que Jamie faria quando soubesse, mas Jamie surpreendeu todos com a sua reação. Randall ainda estar vivo é uma coisa boa – porque significa que Jamie ainda pode, um dia, assistir à morte do vilão (e ser o responsável por essa morte, em jeito de vingança).

Outlander

Ótimo, porque Claire tem outros problemas e vai confrontar Raymond, que lhe diz que não vendeu nada ao Comte St. Germain, mas apenas a um criado desconhecido. Raymond pede desculpas e leva Claire até uma sala cheio de objetos místicos.

I’m fascinated by things not of this time“, afirma Raymond. Não admira que Claire o fascine. Parece mesmo que Raymond sabe alguma coisa sobre ela. Será que também ele é um viajante do tempo?

Claire afirma estar preocupada com um amigo e Raymond oferece-se para ler o seu futuro através de ossos mágicos e promete que Claire vai voltar a ver o amigo. Tal revelação não a consola nada, que estava a pensar em Frank (Tobias Menzies). O que ela ainda não sabe, mas a audiência sim, é que vão mesmo voltar a encontrar-se.

Depois de receber um talismã que, segundo Raymond, muda de cor na presença de veneno, Claire vai visitar a amiga Louise de Rohan (Claire Sermonne), que releva estar estar grávida do amante. Claire sugere que Louise convença o marido que a criança que espera é dele.

Outlander

À noite, Jamie aparece cheio de energia e tudo corre muito bem até Claire reparar numas mordidas na coxa do marido. Jamie defende-se dizendo que uma das raparigas do bordel foi um pouco longe demais nas suas atenções, o que é uma péssima desculpa e só faz com que Claire fique mais chateada.

Claire sente que está a lidar com a gravidez sozinha e Jamie sente que ela não o compreende, explicando que é a primeira vez que se sente bem desde que fugiram da Escócia. Jamie acaba por ir dormir para outro quarto, onde é surpreendido por Claire e os dois acabam por, finalmente, se reconciliar.

O sossego do casal não dura muito, já que o Príncipe Charles lhes entra casa adentro, de coração partido porque a amante acabou tudo com ele. Claire e Jamie percebem que a amante é Louise. Decidem então usar a informação para benefício próprio e combinam o tal jantar com Charles e o Duque, para o qual Louise e o marido são convidados, na esperança que Charles faça uma cena em frente ao Duque.

Outlander

No dia do jantar, Claire sai de casa à pressa para o hospital. Quando finalmente se despacha já é noite e a sua carruagem está estragada, pelo que decide ir a pé, na companhia de Murtagh e Mary Hawkins (Rosie Day). No caminho são emboscados por uma grupo de homens, que deixam Murtagh inconsciente e violam Mary. Mas quando um dos homens olha bem para Claire, o grupo fica cheio de medo e fogem, gritando que é La Dame Blanche. Ficamos é sem saber o que é que isso quer dizer.

Quando chegam a casa, Claire insiste que o jantar tem de continuar. Mary fica ao cuidado de Alex no andar de cima enquanto Claire se arranja para jantar e Jamie a informa que o Duque decidiu convidar o Comte. Depois, não é preciso esperar muito para que Charles comece a fazer má figura e a beber demais quando Jamie lhe conta que Louise está grávida.

E é aqui o plano de Jamie e Claire vai por água abaixo. Mary acorda e foge escadas abaixo, seguida por Alex (Laurence Dobiesz), que a tenta acalmar. Os dois despertam a atenção dos convidados que pensam que Alex tentava violar Mary, resultando numa escaramuça entre Jamie, Murtagh e o pai e tio de Mary. O Comte aproveita para comentar que Charles não se devia dar com pessoas como Jamie e ainda manda chamar a polícia.

Outlander

Este episódio de Outlander foi uma verdadeira montanha-russa de acontecimentos e emoções. A discussão e posterior reconciliação entre Jamie e Claire poderiam ter mais destaque se não fosse por tudo o resto, mas, mesmo assim, foi ótimo de ver. E a cena do jantar estava devidamente repleta de tensão entre os convidados.

O Comte St. Germain está agora estabelecido como o vilão da temporada, depois de aparentemnete orquestrar o ataque contra Claire e Mary, mas o Duque de Sandringham também não está livre de suspeitas. Mas a minha maior curiosidade recai em Raymond, que cada vez que aparece deixa perguntas por responder. Por fim, vamos esperar que Outlander acerte onde outras séries erram uma e outra vez e não faça da violação de Mary um mero plot-device.

Nota: 8.5/10