Yann Martel, o galardoado autor de A Vida de Pi, apresenta agora As Altas Montanhas de Portugal, que foi publicado ontem, dia 20, pela Editorial Presença.

A narrativa começa em Lisboa, no ano de 1904, onde o jovem Tomás, após encontrar um diário onde é mencionado um artefacto misterioso, parte à sua descoberta pelo país. Trinta e cinco anos depois, em Bragança, um patologista é arrastado para esta aventura. Este mistério só é desvendado décadas mais tarde, quando um senador canadiano se refugia com o seu chimpanzé, numa aldeia no norte de Portugal.

“O autor leva-nos numa viagem pelo Portugal do século passado, que é também uma viagem interior”, explica a Editora, acrescentando ainda que Yann Martel “explora com mestria questões prementes da condição humana, com humor e surpresas”.

Nascido em Salamanca há 52 anos mas naturalizado canadiano, Martel confessou ter viajado para a Índia para escrever esta história portuguesa. Lá encontrou o indiano que lhe deu a conhecer o conto de Pi e Portugal foi esquecido até agora. Os direitos da obra já foram vendidos em vários países segundo a editora, e o jornal The Guardian até já escreveu a crítica.

Fonte: Read Literature

Fonte: Read Literature

A Vida de Pi vendeu mais de sete milhões de cópias em mais de 50 países, incluindo Portugal, e foi adaptado para cinema por Ang Lee em 2012.