Chegou mais uma nova semana e com ela as propostas do Discover Weekly do Spotify. Durante este abril chuvoso as escolhas que mais me tocaram da roleta foram na verdade redescobertas.

Nem sempre o mais importante do algoritmo do Spotify são as coisas novas (embora sejam, sem dúvida, uma das suas mais valias). Esta semana as minhas escolhas para partilhar convosco recaem sobre músicos ou bandas que por algum motivo há algum tempo que não ouvia. É que a chuva presta-se a uma certa nostalgia.

Ed HarcourtThe Way That I Live (2013)

Conheci o Ed Harcourt há dez anos atrás quando em Santa Maria da Feira me deixou embasbacada com a sua mestria e letras. Tendo-lhe perdido um pouco o rasto deixei escapar Back Into The Woods, uma rodela que o Spotify fez questão de me por nos ouvidos. É de partir o coração.

 

The Tallest Men On EarthThe Wild Hunt (2010)

Esta nem chega a ser bem uma recordação porque desde a recente passagem pela Aula Magna que este tema não me sai da cabeça. Mas por ser tão aconchegantemente doloroso, e porque o sueco Kristian Matsson vai regressar a Portugal, para o Vodafone Paredes de Coura, quis ter a certeza que todos vós o ouviriam hoje.

Elliott SmithEither/Or (1997)

Uma viagem e peras. Era eu caloira na Universidade de Coimbra e Elliott Smith entrava na minha vida para não mais sair. Quando precocemente deixou a música, em 2003, sabia ter-se perdido um talento ímpar. Deste disco fez parte o tema Miss Misery de The Good Will Hunting. Todo o disco (todos os seus discos) são um mimo.

https://www.youtube.com/watch?v=hPD-a1FjUtU

Laura VeirsDrink Deep (2007)

Mais uma voltinha no tempo, levou-me à doçura de Laura Veirs e o seu registo indie folk. Com vários discos editados depois, perdi-a no tempo mas sei que colaborou recentemente no aclamado disco de Sufjan Stevens, Carrie and Lowell. Tudo bons motivos para voltar a dar-lhe atenção.

Eddie VedderTonight You Belong To Me (2011)

Ele há coisas que não dá para contornar. 1) O Eddie Vedder é um deus; 2) O Eddie Vedder é um senhor e fez um disco só com ukelele; 3) O Eddie Vedder é um senhor e fez um disco só com ukelele e convidou a Cat Power a cantar com ele; 4) O Eddie Vedder é um senhor e fez um disco só com ukelele e convidou a Cat Power a cantar com ele e nós pudemos ver isso no Super Bock Super Rock de há dois anos atrás. É preciso mais motivos para estar nesta lista? Penso que não. Obrigada, Discover Weekly. E até prá semana!