Once Upon a Time

Once Upon a Time 5×13: o herói venceu

A busca por Hook (Colin O’Donoghue) no Submundo continua e esta semana os protagonistas de Once Upon a Time cruzaram-se com um herói que conhecemos bastante bem. O novo episódio, intitulado Labor of Love, estreou no canal ABC no dia 13 de março. Em Portugal, a série Era Uma Vez sobe ao palco do AXN White.

Na prisão de Hades (Greg Germann), uma prisioneira consegue escapar e avisa Emma (Jennifer Morrison) e Regina (Lana Parilla) que Hook está vivo e precisa de ajuda. Enquanto isso, Mary Margaret (Ginnifer Goodwin) descobre a campa de Hercules (Jonathan Whitesell), o grande herói do Olimpo que todos adoramos e, aparentemente, amigo de infância da própria Branca de Neve.

Tudo isto vem em boa hora porque Cerebrus – o famoso cão de três cabeças – também escapou da masmorra de Hades e está atrás dos heróis.Once Upon a Time

Num flashback para a Floresta Encantada, vemos Branca de Neve nos seus anos de adolescência – com o regresso da talentosa Bailee Madison – a lidar com problemas para além da puberdade. A rainha está a atormentar o reino com bandos de ladrões e Branca acaba por receber ajuda, nada mais nada menos, do que do próprio Hercules.

Por entre treinos e guerras, conseguindo derrotar os ladrões, a dupla acaba por se apaixonar, partilhando um beijo no meio da floresta. Aposto que o Príncipe Encantado (Josh Dallas) não iria gostar de saber isto. Mas então por que é que Hercules está no Submundo?

Hercules, como sabemos, é um semi-Deus e precisa de completar 12 tarefas de modo a ascender ao Olimpo para junto da sua família. A sua última tarefa consistia em matar o próprio Cerebrus. Tendo em conta que o herói está no Submundo, não é difícil perceber que a tarefa não correu lá muito bem.Once Upon a Time

Enquanto isso, Robin Hood (Sean Maguire) e Henry (Jared S. Gilmore) dirigem-se ao escritório de Regina em busca de respostas e Henry acaba por ter um encontro como uma cara conhecida: Cruella De Vil (Victoria Smurfit). Esta é das melhores personagens que já passou pela série e espero voltar a vê-la durante muito tempo.

O plano é simples: Cruella quer voltar para o mundo real e Henry, sendo o Autor, tem capacidade de lhe escrever tal história. Acontece que Henry destruiu a pena. Contudo, Cruella explica que a habilidade do Autor é uma entidade viva. Quando a pena foi destruída, tal habilidade foi simplesmente transportada para o Submundo. Resta saber se Henry irá em busca dos seus poderes e acederá aos desejos da vilã.Once Upon a Time

Mary Margaret, Hercules e a tal prisioneira unem forças e acabam por derrotar Cerebrus numa batalha ridiculamente fácil. A prisioneira revela ser Megara (Kacey Rohl), a qual morrera também às mãos da besta na Floresta Encantada. Pelos vistos, a questão de Cerebrus era o assunto pendente desta dupla, o que significa que Hercules e Megara seguem para o dito “lugar melhor”. Só isto? Estamos no Submundo e estes dois só aparecem num único episódio? Espero bem que não.

Os últimos minutos de Hades dão-nos uma cena na sua masmorra, onde este faz um ultimato simples a Hook: por cada pessoa que os heróis conseguirem salvar, um deles terá de ficar para trás e Hook poderá escolher quem. Isto significa que está na hora de por os bons corações de lado e parar de salvar pessoas, meus caros.

Embora Cerebrus tenha sublinhado o baixo orçamento que a série tem para efeitos especiais e a prestação de Germann enquanto Hades continue detestável, este episódio de Once Upon a Time agradou-me. Claro que é impossível chegar aos calcanhares do episódio da semana anterior, mas foi bom ver algum tempo de antena dedicado a Mary Margaret e a estreia tão aguardada de Hercules e Megara – por muito curta que tenha sido.

NOTA: 7/10