Vicente Alves do Ó estreia-se nas comédias românticas com O Amor é Lindo… porque sim, lançado nas salas nacionais esta quinta-feira (10). O projeto tem uma originalidade: É, simultaneamente, o trabalho dos finalistas 2014/2015 da Act – Escola de Atores.

Maria Rueff destacou positivamente o facto de ter podido trabalhar com o “sangue novo” da Act, algo sublinhado por Ana Brito e Cunha, que diz que com estes finalistas se aprende “a trabalhar afincadamente, aprende-se humildade e vontade de vencer“. Inês Patrício, que interpreta a personagem principal, destacou Rueff como “uma mãe dentro e fora do ecrã“.

Lê a crítica: ‘O Amor é Lindo…’, o filme podia ser mais

A renomada comediante aproveitou também a noite de antestreia para sublinhar que acredita no amor e no quanto este sentimento faz as pessoas moverem-se, alertando que “às vezes as pessoas não estão atentas ao amor que a vida lhes dá de variadíssimas formas“.

O Amor é Lindo… porque sim junta veteranos e estreantes

É esta semana que os espectadores portugueses vão poder ficar a conhecer a história da azarada Amélia (Inês Patrício), que no dia do seu 24.º aniversário fica sem namorado e sem emprego.

[youtube https://youtu.be/_V_mmgHgS_Q]

Deus escreve direito por linhas tortas e em cada falhanço pode haver uma oportunidade. Com as preces da mãe Gigi (Maria Rueff) e o apoio de Santo António, a jovem protagonista muda de emprego, descobrem-lhe um talento para o fado e aparecem pretendentes (ricos!) para tomar o lugar de Mauro, o namorado que começa o filme a levar uma descompostura monumental.