Com o final da sexta temporada cada vez mais próximo, as ameaças em Pretty Little Liars aumentam e as raparigas enfrentam um jogo cada vez mais sério. O novo episódio, intitulado Burn This, estreou no canal Freeform no dia 1 de março. Em Portugal, As Pequenas Mentirosas marcam presença no AXN White.

Aria (Lucy Hale) aceita casar Alison (Sasha Pieterse) e o doutor Rollins (Huw Collins) – os quais, por alguma razão, estão novamente ausentes neste episódio – e discute o assunto com Emily (Shay Mitchell) e Hanna (Ashley Benson).

Ao rever as fotografias do casamento dos pais de Aria, o trio descobre uma surpresa pouco agradável: o vilão esteve presente na cerimónia e deixou uma mensagem bem clara: “Entreguem-me o assassino até ao dia da eleição ou vocês é que pagam”.

Spencer (Troian Bellisario) tem a sua própria dose de drama e não está bem a par do assunto. O seu pai está de volta a casa e a rapariga lida com as consequências da fuga de informação acerca do aborto de Yvonne (Kara Royster), nomeadamente vendo a sua relação com Caleb (Tyler Blackburn) deteriorar-se aos poucos. Mas claro que o assunto não fica por aqui.Pretty Little Liars

Toby (Keegan Allen) surge em cena e decide defender Yvonne – porque, caso não se lembrem, eles namoram. Decidindo não revelar a verdade acerca do assunto, Caleb assume novamente as culpas pelo sucedido e acaba por levar um murro do seu melhor amigo. Mas como nem tudo são más notícias, finalmente tivemos acesso ao tão aguardado flashback.

Há três anos, vemos Spencer e Toby no dormitório da universidade. Spencer parece estar com a cabeça feita em água graças aos estudos e Toby sente-se insuficiente perante a namorada, sobretudo porque Spencer parece não se resignar com o fato de Toby ser “apenas um polícia”. O casal admite que as suas visões têm vindo a divergir ultimamente e que já não imaginam um futuro juntos. Uma cena um pouco insonsa para o fim do relacionamento, mas aplaudo de pé a prestação dos atores.

Aria continua a trabalhar no livro com Ezra (Ian Harding), mas são rapidamente interrompidos pela detetive Tanner (Roma Maffia), a qual os informa que uma testemunha viu a pessoa que ligou do restaurante The Two Crows para Charlotte (Vanessa Ray) na noite do homicídio.

Pelos vistos, Aria preenche a descrição e é levada para a polícia. Após ser ilibada da suspeita, a rapariga crê que Sara Harvey (Dre Davis) está por trás do sucedido. Nesta altura já se torna ridículo culpar Sara por tudo e por nada, tendo em conta que ela nem sequer é uma vilã minimamente convincente.

Emily reconhece o som da carrinha que a tentou atropelar no episódio passado e decide dirigir-se a uma oficina para se informa sobre o assunto. A protagonista descobre, de fato, o veículo, mas as suas suspeitas caem sobre Melissa (Torrey DeVitto). A responsável pela oficina – uma pessoa nada agradável que eu fiquei sem perceber se era homem ou mulher – diz-lhe que não conhece Melissa e rapidamente a despacha do estabelecimento.

Hanna, sob pressão da sua mãe, decide dar uma festa de noivado. São muitos os presentes, incluindo a nossa querida Mona (Janel Parrish). Mas claro que nada corre bem quando Mona está presente. A meio da festa, a luz desliga-se, o ar condicionado fica louco e o edifício entra em chamas, levando Aria para o hospital. A isto é que se pode chamar uma festa escaldante.Pretty Little Liars

Os últimos minutos do episódio dão-nos algumas cenas importantes. Spencer decide contar a verdade a Toby acerca do novo vilão. O livro de Aria e Ezra é aceite e podemos esperar a sua publicação em breve. A mulher da oficina recebe uma quantia generosa de dinheiro pela dita carrinha, embora a fonte continue desconhecida.

Escapou-me um pormenor importante: pelos vistos, a pessoa que ligou do restaurante – que a detetive achou ser Aria – tinha cabelo castanho e um porta-chaves cor-de-rosa. Porque é que isto é importante? No final da festa de noivado, Emily repara que Mona tem um porta-chaves cor-de-rosa. Este final deixou-me extremamente feliz porque acho seguro dizer que finalmente teremos um envolvimento maior de Mona na história. Ela tem andando muito desaparecida ultimamente.

Um episódio um pouco parado e que não parece ter adiantado grande coisa. As protagonistas continuam a atirar acusações ao ar e, como é óbvio neste género de séries, se insistem que a culpada é Sara ou Melissa, é porque obviamente elas não o são. Ainda assim, este novo vilão parece levar o jogo mais a sério do que o antigo A. Ao fazer o ultimato que fez, o antagonista mostra que não está aqui para brincadeiras. Só espero que assim o seja. Já está na altura de haver alguma ação na série.

NOTA: 7/10