The Vampire Diaries

The Vampire Diaries 7×13: a caçadora entra em ação

A nova antagonista de The Vampire Diaries entrou em ação esta semana num episódio como há muito tempo não havia. This Woman’s Work estreou no canal The CW no dia 19 de fevereiro e trouxe grandes eventos: um nascimento, uma morte e uma revelação chocante. Em Portugal, a série Diários do Vampiro é exibida no AXN Black.

Começamos com um flashback da caçadora, Rayna Cruz (Leslie-Anne Huff), quando era criança (1842). O seu pai era também caçador e pertencia à Irmande dos Cinco, treinando Rayna durante anos. Julian (Todd Lasance) entra em cena e ameaça matar o pai de Rayna. A caçadora confessa que o homem faz parte da Irmandade, mas o plano dá para o torto: Julian compele Rayna a matar o seu pai e foge. A jovem despede-se dele, à medida que lhe espeta uma faca no coração, lavada em lágrimas e disposta a continuar o seu legado.

Rayna dirige-se então a um grupo índios com poderes mágicos que, por alguma razão, decidem sacrificar-se, transmitindo o seu poder e as suas vidas para a caçadora. Rayna torna-se então num ser imortal e altamente poderoso. Isto foi uma resposta pouco plausível mas compreendo que a série tinha de arranjar alguma forma de justificar a omnipotência da caçadora.The Vampire Diaries

Voltamos ao tempo presente e vemos que Rayna conseguiu escapar da jaula de vidro onde Enzo (Michael Malarkey) a manteve prisioneiro. Enzo liga a Damon (Ian Somerhalder) e diz que a caçadora exige a sua arma de volta – a tal adaga com a Pedra Fénix -, mas o protagonista rapidamente recusa o pedido. Enzo inicia a sua chantagem, dizendo que contará a Bonnie (Kat Graham) a verdade acerca do caixão de Elena (Nina Dobrev) se Damon não aceder ao pedido.

Stefan (Paul Wesley) volta ao hospital e descobre o estado terminal em que Caroline (Candice King) se encontra. É então imperativo que os bebés nasçam de cesariana o mais depressa possível. Mais uma vez com a ajuda de Valerie (Elizabeth Blackmore), dá-se início à “operação nascimento precoce”. Vamos a isso!

Damon cede à chantagem e, na companhia de Bonnie, encontra-se com Enzo numa sala de aula para lhe devolver a adaga. Claro que nada corre como esperado: Enzo encontra-se amarrado e Rayna aparece no meio da escuridão. Quando Damon se recusa a devolver a arma, Rayna alveja Bonnie com uma flecha. A caçadora é claramente um ser impaciente e Damon decide então ceder-lhe a arma de uma vez por todas.

A operação com Caroline não corre como esperado. Aparentemente, os bebés fazem questão de continuar a alimentar-se do sangue da protagonista e não querem nascer. Valerie pede ajuda ao resto da sua família de Heretics: Nora (Scarlett Byrne), Mary Louise (Teressa Liane) e Beau (Jaiden Kaine). Juntos, criam uma atmosfera de magia forte o suficiente para que os bebés se sintam obrigados a sair do ventre. A operação entra então na sua segunda tentativa.The Vampire Diaries

Por falar em Heretics, somos prendados com mais um flashback. Em 1903, em Inglaterra, vemos Julian, Nora, Mary Lou e Beau a sair de um bar, enquanto este último canta de pulmão cheio. Rayna aparece e espeta a adaga na garganta de Beau – daí ele não conseguir falar hoje em dia. O vampiro sobrevive, mas fica com o que eles chamam “a marca” – Rayna consegue localizar qualquer ser que tenha sido apunhalado pela adaga, ou seja, que possua “a marca”.

A família de Heretics planeia fugir rapidamente para a América, mas Rayna não lhes dá um único segundo para respirar. Quando a viagem está prestes a começar, a caçadora entra numa luta com Julian, matando-o, à medida que o resto da família escapa com o seu cadáver e com a arma. Agora também já percebemos o porquê de Julian ter estado morto durante tantos anos e da adaga não se encontrar na posse de Rayna.

De volta ao hospital, a operação encontra mais um obstáculo: a ferida na garganta de Beau começa a abrir, o que significa que Rayna está novamente reunida com a sua arma e à procura de vingança. A família de Heretics foge da cena, exceto Valerie, que decide ficar para trás para que o nascimento dos bebés seja bem-sucedido. No exterior do hospital, Rayna aparece mesmo a tempo de matar Beau, à medida que Nora e Mary Louise assistem completamente horrorizadas antes de fugirem mais uma vez.

Damon e Bonnie chegam ao hospital para ajudar, bem como Alaric (Matt Davis), que não podia perder o nascimento das suas filhas. Damon fica encarregue de lutar contra Rayna, enquanto Bonnie ajuda Valerie no feitiço. Stefan decide ajudar o seu irmão e, após uma boa dose de murros e pontapés, Rayna consegue espetar a adaga em Stefan. A arma não o perfura completamente, o que significa que o protagonistas sobrevive, mas fica marcado.The Vampire Diaries

As gémeas finalmente nascem e Alaric apresenta-as a Caroline, dizendo-lhe que uma delas se chama Josie, em honra da mãe – a falecia Jo (Jodi Lyn O’Keefe) , ex-mulher de Alaric -, e a outra se chama Elizabeth, em honra da mãe de Caroline. Muitas lágrimas neste momento. Mas como se isto não bastasse, Stefan recorda todos os tempos que passou com Caroline, à medida que foge da cidade, de modo a que a caçadora não o encontre. O meu coração não aguenta tanta emoção.

Damon, sendo o ser muito zangado e rancoroso que é, decide descarregar toda a sua raiva em Enzo. Quando está prestes a matá-lo, Enzo revela aquilo que já suspeitávamos: Elena está viva. Aparentemente, ele e Tyler (Michael Trevino) têm estado em Nova Iorque com um grupo de pessoas a tentar ressuscitar a protagonista da série. Num flashforward de três anos, vemos Caroline com as gémeas no carro, dizendo às filhas que estão em direção a Nova Orleães para ver um “velho amigo”. Fui só eu que pensei imediatamente em Klaus (Joseph Morgan)?

Posso dizer com toda a certeza que este foi um dos melhores episódios de The Vampire Diaries desta temporada – se calhar até de toda a série. Num ritmo altamente agitado e contagiante, vimos muita coisa a acontecer: o nascimento dos bebés, a sede incessante da nova antagonista, a morte de mais um Heretic, uma boa dose de flashbacks interessantes e uma novidade acerca do destino de Elena. Aplaudo do pé e só gostava que todos que todos os episódios fossem como este.

NOTA: 9/10

Mais Artigos
Andreia Big Brother
Big Brother. “A Andreia saiu porque quis. O André, numa situação normal, seria expulso”