Esta foi sem dúvida uma semana mais calma para Barry Allen (Grant Gustin) em todos os sentidos mas que não deixou de trazer novidades para o velocista mais famoso do pequeno ecrã. Talvez Fast Lane não fosse o nome que eu escolheria para o episódio, que girou mais em torno de fazer as pazes com o passado e de relações familiares do que com avanços exponenciais na história.

Wally West começa a ser relevante

The Flash -- "Fast Lane" -- Image: FLA212A_0024b.jpg -- Pictured: Keiynan Lonsdale as Wally West -- Photo: Dean Buscher/The CW -- © 2016 The CW Network, LLC. All rights reserved.

Esta é uma personagem interpretada por Keiynan Lonsdale que até agora não tinha dado muito à série mas que, neste episódio, passa a estar no centro de muita da ação. Iris (Candice Patton) chateia-se com Joe (Jesse L. Martin) por sentir que este é muito benevolente com o filho e acusa-o de ter para com este uma postura mais de amigo do que de pai, principalmente no que toca à situação das corridas de carros ilegais.

É precisamente Iris que toma uma posição mais vincada em relação a este problema e decide fazer um artigo de exposição sobre o assunto, ameaçando o responsável pelas corridas a acabar com estas sob pena de ver o artigo publicado e, mesmo quando é ameaçada, não deixa de procurar ver a situação resolvida.

FLA212A_0130b

Foi bom ver Iris de volta à ação enquanto jornalista, uma vez que pouco ou nada se tinha visto desde que esta descobriu a verdadeira identidade de Flash. Melhor ainda foi o momento final em que, após Iris ser hospitalizada por, no seguimento de um acidente de carro nestas corridas, um vidro a ter perfurado, ver Wally a olhar por ela com a preocupação de um verdadeiro irmão.

Com este episódio a família West saiu claramente fortificada, deixando para trás os erros do passado apesar de alguns momentos darem a entender que Barry se sentia excluído desta, o que pode ainda dar pano para mangas ao longo desta segunda temporada.

Dr. Wells diz finalmente a verdade

Nos episódios anteriores tínhamos já visto que Dr. Wells (Tom Cavanagh) estava a trabalhar com Zoom para poder salvar a sua filha. Aqui, continua a fazer experiências com o sangue de Turtle e do Reverse Flash de modo a conseguir retirar a velocidade de Barry Allen para dar ao vilão da outra Terra em troca da segurança da sua filha.

FLA212B_0174b

Descobre a fórmula de sucesso e coloca um dispositivo no fato do herói que lhe absorve a velocidade. Isto acaba por colocar a vida de Iris em risco, pois o incidente que referi anteriormente aconteceu precisamente porque Barry não foi rápido o suficiente a intercetar o vidro em questão, por estar, sem saber, a ter a sua velocidade diminuída.

A Team Flash acaba por perceber que algo não está bem pois para além deste episódio outros que surgiram no seguimento da perseguição de Tar Pit  – o meta humano deste episódio – Barry parece não estar nos seus melhores dias e Cisco (Carlos Valdes) chega mesmo a sugerir que este está doente.

(Sobre Tar Pit não há muito a dizer, até porque parece-me que será um daqueles meta humanos que passarão facilmente incólumes na narrativa da série. Para contextualizar, basta dizer apenas que foi uma pessoa que quando o acelerador de partículas explodiu tinha acabado de ser mandado para alcatrão a ferver e que volta para procurar vingança de quem o tinha tentado matar.)

Dr. Wells tenta assim trocar a energia recolhida pela filha com Zoom mas ao aperceber-se das intenções deste vilão acaba por dizer toda a verdade à Team Flash, confessando ser o responsável pela perda de velocidade de Barry. Assim, pede-lhes simplesmente para o enviarem de volta para a Terra 2 de onde é originário, e que fechem os portais que dão acesso de uma realidade para a outra – algo que Barry descobriu como fazer.

Todos são apologistas desta ideia excepto Barry, que pede aos seus amigos que dêem mais uma oportunidade a Dr. Wells relembrando que, quando toca à família, todos são um pouco cegos e que não seriam bons amigos se o deixassem entregue à sua sorte e nada fizessem para o ajudar a salvar a filha. Estes, ainda que relutantes, acabam por aceitar esta proposta e fica a promessa de que Dr. Wells voltará à Terra 2, mas que não voltará sozinho.

Tenho obviamente que deixar um nota bastante positiva para Tom Cavanagh, que se tem relevado um dos melhores atores da série. É incrível a panóplia de emoções (tendo já feito duas personagens) que já teve que demonstrar ao longo destas duas temporadas e espero ansiosamente vê-lo mais descontraído, revelando assim outras camadas da sua personalidade nos episódios que se seguem.

Barry mostrou mais uma vez aquilo que é ser um super herói e toda a bondade da sua personagem neste episódio que, embora não extraordinário, foi competente. Trouxe desfechos a alguns assuntos que ficaram pendurados e fez uma excelente ponte entre o que já foi mostrado e o que ainda está para vir.

Nota final: 7,5/10