FLA211b_0076b

The Flash 2×11: O regresso à qualidade

Depois de um episódio que na minha opinião ficou bastante aquém do esperado e que foi uma má maneira de regressar do winter-break, eis que em The Reverse-Flash Returns a série sobre o super-herói mais rápido do universo DC me fez lembrar todos os motivos pelos quais a sigo religiosamente.

Respostas em falta

Depois dos cinco minutos finais do episódio passado em que muita coisa ficou em aberto, aqui encontramos respostas. Para começar Turtle (Aaron Douglas)  está mesmo morto, mas sabemos apenas isso e que Dr. Wells (Tom Cavanagh) está, secretamente (até porque ninguém sabe que foi este que o matou), a tentar fazer uma combinação entre os genes de Flash e de Turtle para matar Zoom e salvar a sua filha.

Sobre a doença de Jay (Teddy Sears) , foi-nos revelado que tem que ver com uma destabilização celular que ocorreu quando perdeu a sua velocidade. Caityln (Danielle Panabaker) tenta ajudá-lo encontrando o seu sósia na Terra 1 uma vez que podia substituir as suas células danificadas por umas saudáveis, mas Jay confessa-lhe que tal é impossível uma vez que quando se tornou um velocista o seu material genético foi alterado de forma a não ter correspondência com o do seu sósia.

tumblr_o1mhw2jQr21smamr9o9_1280

Danielle Panabaker e Teddy Sears são dos atores com menos química que já vi. Este casal acaba por não ter credibilidade alguma e com o tempo já começa a ser tempo de desenvolverem a relação das duas personagens.

Por falar em casais, Patty (Shantel VanSanten) afinal ainda não foi embora para a Universidade de Midwest o que dá tempo para que ela e Barry (Grant Gustin) resolvam as coisas. Acontece que Barry não parece disposto a fazê-lo para protegê-la dos seus inimigos e por medo de a magoar e de impedir que esta concretize os seus sonhos. Até depois de Patty finalmente (!) ter descoberto que Barry e Flash são a mesma pessoa e lhe pedir para lhe dizer a verdade porque assim ela largava tudo e ficava com ele, mantém-se firme na sua decisão.

maxresdefault

As duas personagens partilham ainda um bonito momento no final do episódio, quando Patty já no comboio para abandonar Central City, liga a Barry com um falso pedido de ajuda, obrigando-o a aparecer enquanto Flash e a desfazer o mistério. Parece-me que este casal teve um final digno e espero que tenha mesmo sido um final a sério, porque lhes fez jus e se ela quisesse voltar para trás tê-lo-ia feito no momento, o que não aconteceu.

A origem do Reverse Flash

O arqui-inimigo de Flash e o responsável pela morte da sua mãe esteve de volta neste episódio. No entanto, e tal como Dr. Wells tenta explicar literalmente com bonequinhos, este não é o mesmo Eobard Twane (Matt Letscher) que tinham matado no final da temporada passada.  É um resquício da linha de tempo porque uma vez que ainda não viajou ao passado para matar a mãe de Barry, na sua linha temporal ainda existe e está ali pela primeira vez.

Basicamente, a viagem ao passado na linha temporal em que a história decorre acontece depois daquela que se passa naquilo a que assumimos como o futuro da mesma, e aquele foi o momento em que o Reverse Flash aprendeu mais sobre o Flash e como o derrotar.

Tanta mistura sobre passado, presente e futuro só me fez ter saudades das aulas de gramática do secundário! Isto para dizer que se é preciso uma explicação tão complexa para o reintroduzirem na série, se calhar era melhor não o terem feito de todo.

Cisco (Carlos Valdes), com todos estas voltas à linha temporal, esteve perto da morte, o que me parece muito mais importante de salientar.

tumblr_o1mhw2jQr21smamr9o5_1280

Acontece que ele e Dr. Wells entenderam como despoletar mais vibes no jovem, de modo a este conseguir localizar Zoom. O truque foi, através de uns óculos especiais, causar de forma artificial medo ao Cisco, provocando a atividade neuronal necessária para aconteceram as vibes. Fazendo-o, conseguiu sim localizar o Reverse Flash e foi o responsável pela sua captura. No entanto, ao fazê-lo, interferiu com a ordem natural do tempo, pois não era suposto que o vilão ficasse naquela linha temporal para já.

Cisco começou a sangrar do nariz e a entrar em convulsões consecutivas, levando Barry a ter a prova de amizade mais bonita da temporada, ao ajudar Eobard Twane a regressar à sua linha temporal, salvando assim o cientista e amigo.

Este foi sem dúvida um episódio de reconciliação com o passado e de muitas emoções. Teve momentos verdadeiramente comoventes, tal como quando Iris (Candice Patton) diz à sua mãe que a perdoa por tê-la abandonado. Teve momentos super divertidos com Cisco, o que já começava a fazer falta. Teve momentos tensos com Barry na sua procura pela paz interior com o passado.

No fundo, teve um pouco de tudo e foi um episódio no qual está espelhado o espírito da série.

Nota final: 8,5/10

 

 

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.