A minha segunda ronda de Discover Weekly é também aquela que a faz atingir a maioridade. Desta vez voltou-me a oferecer alguns oldies bem agradáveis (Dire Straits, Paul Simon) e lembrou-me que vem ai um novo álbum de Radiohead (que bem sabe ouvir Everything In Its Right Place sem estar à espera).

No entanto, as descobertas em si andaram à volta do indie meloso com algum instrumental criativo pelo meio, o que fez esta playlist encaixar perfeitamente numa cinzenta tarde de inverno.

Belle and Sebastian – Dress Up In You (2005)

Logo no início da lista destacou-se esta doce balada indie pop. Aqui Stuart Murdoch e Sarah Martin adornam com vozes inofensivas o ritmo melancólico tradicional da banda escocesa. A letra no entanto mostra uma postura mais agressiva do que as vozes deixariam adivinhar, tudo isto embrulhado com uma trompete que ajuda a fechar o conflito com um encolher de ombros.

[youtube https://youtu.be/znLh3qIIJD4]

Public Service Broadcasting – Spitfire (2013)

Numa página bem diferente vem a corrida musical deste duo londrino. Sintetizador, guitarra e bateria acompanham recortes de anúncios públicos televisivos e radiofónicos antigos, também eles transformados em instrumentos. Não é nenhum avô teu a aparecer nas gravações?

[youtube https://youtu.be/_u4Md_aXVJE]

Kevin Morby – Parade (2014)

Não podia deixar passar a minha segunda edição do ALGO_RITMO MUSICAL sem fazer uma paragem pelo indie folk americano. Kevin Morby é música de bandas como Woods ou The Babies, mas foi o seu trabalho a solo que me foi apresentado pelo Discover Weekly. A receita é simples: voz calma, meio rouca, acordes de guitarra serenos, um piano a retocar e outro qualquer instrumento, este provavelmente feito em casa. A meio entra um mini coro acapella a dar profundidade. É isto o suficiente para nos deixar imediatamente relaxados.

[youtube https://youtu.be/R-kmmwu14ws]

Death in Vegas – Girls (2002)

Passando o meio da lista dei com este tema que se destacou das restantes músicas que iam aparecendo vindo de uma banda eletrónica britânica. Um crescendo de sonoridades atmosféricas fazem dela o segundo instrumental desta lista. Talvez a conheçam por fazer parte da banda sonora de Lost In Translation de Sofia Copolla.

[youtube https://youtu.be/cbCdLUSIqL0]

The Doors – People Are Stange (1967)

Para terminar, e mesmo não sendo uma descoberta, a voz de Jim Morrison fecha com chave de ouro esta pequena lista. O misticismo da banda americana anda de mãos dadas com a música independente que é feita hoje em dia, pelo que este tema não mostra qualquer reumatismo ao lado dos seus companheiros mais novos. Feliz quarta aborrecida e chuvosa!

[youtube https://youtu.be/ZRAr354usf8]