Na rotação semanal do Discover Weekly entre bandas mais queridas (The Postal Service, Pavement ou The Beta Band) calharam-me novas descobertas bem interessantes.

Vulfpeck – Wait for the Moment (2013)

É uma semi-descoberta já que se falou deles ao criarem um disco sem som – o Sleepyfy para “tocar” no Spotify enquanto se dorme – mas ao aparecer-me esta semana no Discover Weekly ouvi melhor o sensual som funk desta banda do Michigan. Este ano vão por o pé por exemplo no Bonaroo Festival e é certamente um som a acompanhar.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=r4G0nbpLySI]

Coconut Records – West Coast (2010)

Aquele doce momento em que uma capa e um som te fazem revolver a internet e descobrir que um ator que admiras é o frontman do projeto. Pois é, Jason Schwartzman cria um disco (aliás dois) que poderia perfeitamente servir de banda sonora a um dos filmes em que entra (por exemplo a maravilhosa curta-metragem Hotel Chevalier). Obrigada Discover Weekly.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=qlYGEaeoBWw]

Eddie Vedder – I Know You Belong To Me (2011)

Como referi, esta semana o Discover Weekly meteu na minha playlist bandas de que gosto muito. Não sendo uma descoberta fui incapaz de não partilhar este pedaço de doçura, um original de Irving Kaufman que o frontman dos Pearl Jam tocou com ukelele e a companhia de Cat Power. E que tivemos a sorte de ouvir, com os dois em palco, no Super Bock Super Rock de 2014. Vénias.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=OUStIV3NUeo]

Great Lake Swimmers – Your Rocky Spine (2007)

Uma boa balada canadiana sempre me soube bem e esta banda de folk rock melódico do Ontário que toca com banjos, melódicas e harmónicas foi uma boa descoberta. Já com cinco discos editados este tema surge em Ongiara de 2007 e fez-me ir descobrir a restante discografia.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=eQ6W_cq-zQ0]

Lady Lamb – Billions of Eyes (2015)

Frescura será a melhor palavra para qualificar a música e o disco desta self made girl que no seu quarto algures nos Estados Unidos começou a gravar e editar sozinha disco atrás de disco (e foram cinco). After foi lançado em 2015 e conseguiu o selo da Mom + Pop. Há que ficar de ouvido na rapariga.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=qMadelP88VA]