A versão americana de Shameless continua com os seus tópicos controversos e esta temporada insiste em explorar as profundezas de uma gravidez na adolescência. O segundo episódio da sexta instalação, intitulado #AbortionRules, estreou no dia 17 de janeiro no canal Showtime.

A verdade veio ao de cima e a família Gallagher descobre que Debbie (Emma Kenney) está, de facto, grávida. A jovem insiste em ter o bebé e, de modo a provar que consegue estudar e tomar conta de um bebé ao mesmo tempo, decide levar um saco de farinha consigo ao longo do dia. Uma ideia ridiculamente cómica que até dá resultado ao início, mas acaba por durar pouco tempo.

As outras mães adolescentes da escola revelam a Debbie que a situação é tudo menos agradável. Não têm tempo para si mesmas, foram abandonadas pelos namorados, esse género de coisas. Fiona (Emmy Rossum) reúne a família Gallagher para convencer Debbie a abortar e Lip (Jeremy Allen White) quase que o consegue fazer, mas a jovem mostra-se decidida.

Shameless

Enquanto isso, do outro lado da escola, Carl (Ethan Kutkosky) começa um negócio de venda de armas e são vários os alunos que alinham no esquema. Já não bastava a gravidez de Debbie, que é uma carta já muito estudada, também Carl está a ser levado pelo caminho mais fácil enquanto personagem. Gravidez na adolescência e rebeldia não são tópicos propriamente inovadores e espero não ter de acompanhar estas histórias ao longo de toda a temporada.

Os irmãos mais velhos da família também não tiveram grande destaque neste episódio. Lip continua o seu relacionamento de cariz sexual com uma professora e Ian (Cameron Monaghan) continua com um comportamento arrogante, andando de um lado para o outro sem fazer nada. O drama foi, sem dúvida, descarregado por completo em cima de Fiona.

A irmã mais velha e chefe de família começa o seu primeiro dia como gerente do restaurante e as coisas parecem não estar a correr muito bem. O seu perfecionismo não se coaduna com o desleixo geral do estabelecimento. O seu patrão e namorado, Sean (Dermot Mulroney), está constantemente ausente para ir a reuniões de Alcoólicos Anónimos. O seu irmão, Ian, causa um escândalo no restaurante e despede-se.

xaRTG3rdOzjhg6YDCMnFDrla0O6

Como se isto não fosse suficiente, Fiona depara-se com mais duas notícias chocantes. Primeiro, Sean revela que voltou a consumir heroína após meses de sobriedade. Em segundo lugar, quando faz análises ao sangue, a protagonista descobre que está grávida. Sim, uma gravidez na família Gallagher não chegava, agora já são duas!

Enquanto isso, o pai da família, Frank (William H. Macy), regressa ao hospital com o objetivo de queimar as coisas de Bianca e esquecê-la de uma vez por todas. O feitiço vira-se contra o feiticeiro e Frank começa a ajudar vítimas de cancro, na esperança de voltar a encontrar Bianca numa delas. Claro que isto só poderia dar mau resultado e, após Frank partilhar marijuana com uma paciente, a mulher morre nos seus braços. Os momentos de Frank são sempre hilariantes, mas nunca me conformei com o facto de ele estar constantemente afastado da família. Seria bom vê-lo a interagir com os restantes membros mais vezes.

Por último, Kevin (Steve Howey) e Veronica (Shanola Hampton), o nosso casal de vizinhos favorito, têm também um prato cheio de situações. As suas vizinhas Lisas – um casal homossexual – continuam a criar conflito com Yanis, que por seu turno dá dores de cabeça ao acordar constantemente as filhas de Kev e V com o barulho da sua mota. Kev decide cortar os fios da mota de Yanis, mas apercebe-se que cortou o errado quando este bate contra um carro e dá uma cambalhota assustadora.

960

O bar The Alibi, agora com a grande ajuda de Svetlana (Isidora Goreshter), continua a ser invadido por visitantes incomuns, que instalam uma máquina de café e até uma máquina karaoke! A fama do bar cresce exponencialmente e dá lugar a alguns dos melhores momentos do episódio. Svetlana é também uma lufada de ar fresco e proporciona cenas hilariantes. Espero que os criadores não corram com ela, da mesma forma que fizeram com Sheila (Joan Cusack), que foi um erro fatal.

Debbie apercebe-se que o seu namorado Derek cancelou o seu número de telemóvel e não quer falar com ela. Após deixar o saco de farinha esquecido num comboio, começa a desistir lentamente da ideia de ser mãe, mas depressa arruma as malas e se mostra pronta para ir para Florida ter com o ex-namorado. Fiona impede-a de cometer tal erro e as duas, ajudadas por Lip, entram numa guerra no meio da rua que acaba por resolver absolutamente nada.

A sexta temporada de Shameless não começou da melhor forma, tendo um ritmo parado e continuando a cometer os mesmos erros da temporada passada. Ainda assim, este episódio começou a apresentar perspetivas daquilo que a série promete dar aos fãs, nomeadamente o problema de Sean, a gravidez de Fiona e a fama do Alibi. A série começa a ganhar o potencial que tinha vindo lentamente a perder. Resta agora Lip e Ian terem histórias minimamente interessantes para que Shameless volte a entrar no caminho certo.

NOTA: 7/10