Pretty Little Liars

Pretty Little Liars 6×11: cinco anos depois e pouco mudou

Com o mistério do vilão (neste caso, vilã) A resolvido, Pretty Little Liars avançou cinco anos. Contudo, pouco ou nada parece ter mudado. Aliás, este episódio foi, em muitos aspetos, um recuo no tempo. A segunda parte da sexta temporada da série estreou no dia 12 de janeiro, com o episódio Of Late I Think of Rosewood, no canal Freeform – o novo nome da ABC Family

Charlotte DiLaurentis (Vanessa Ray) tem estado, nos últimos cinco anos, internada num hospital psiquiátrico, desde a sua revelação enquanto A. Chegou a altura da juíza decidir se ela deverá sair em liberdade ou se continuará internada. Assim, Alison (Sasha Pieterse) convence as suas quatro amigas a regressarem a Rosewood e prestarem os seus testemunhos.139937_0472_FULL

As protagonistas (agora adultas) reúnem-se e somos bombardeados com toda uma panóplia de novidades. Aria (Lucy Hale) trabalha como assistente numa editora literária e namora com um colega de nome Liam. Hanna (Ashley Benson) é assistente de um designer de moda e passa a vida a viajar, estando noiva de um homem chamado Jordan. Spencer (Troian Bellisario) trabalha na área da política e tem ajudado a sua mãe na candidatura a senadora de estado. Emily (Shay Mitchell) mente às raparigas, mas descobrimos mais tarde que o seu pai faleceu e que ela desistiu da faculdade, estando agora a tomar todo o género de comprimidos às escondidas.

Mudanças que não batem certo

Como se isto não bastasse, já percebemos que algo não bate certo: os casais a que fomos habituados já não existem. Hanna já não está com Caleb (Tyler Blackburn), Spencer já não namora Toby (Keegan Allen) e Aria separou-se definitivamente de Ezra (Ian Harding). Uma jogada previsível com o único objetivo de criar algum drama. Certamente esta situação será resolvida no tempo devido.

Mas a onda de mudanças não se fica por aqui. O manicómio Radley foi transformado num hotel de luxo por parte da mãe de Hanna, Ashley (Laura Leighton). Ezra realizou voluntariado na América do Sul, regressando a Rosewood com uma grave depressão após a sua namorada, Nicole, ter sido raptada. Toby e Caleb decidiram não abandonar as suas casas e formam agora a chamada “Irmandade dos Ex-Namorados“. Os criadores da série claramente não têm muito jeito para alcunhas.139924_4598_FULL

Alison pede às raparigas para que elas mintam a favor de Charlotte, de modo a que esta possa sair em liberdade e Alison tenha finalmente algo a que possa chamar família. Todas concordam em fazê-lo, exceto Aria, que revive os pesadelos das temporadas anteriores e conta toda a verdade à juíza.

Também Mona (Janel Parrish) marca presença no tribunal e planeara inicialmente confessar os seus medos, mas muda de planos e acaba por defender a liberdade de Charlotte. Se bem conhecemos Mona, não é difícil de adivinhar que ela tem certamente algum truque na manga.

Charlotte sai em liberdade e as quatro protagonistas decidem afogar as mágoas numa noite de álcool, formando o chamado “Clã dos Cocktails Sagrados“. Voltamos a provar a falta de jeito dos criadores para dar nomes. A embriaguez é tal que todas acabam por adormecer e não se recordam dos eventos dessa noite. Eu sei que já são adultas, mas calma, meninas!139924_4232_FULL

No dia seguinte, Alison liga a Hanna desesperada, anunciando que Charlotte desaparecera durante essa noite. O mistério é rapidamente resolvido: o seu corpo é encontrado perto da torre do sino. No funeral, as raparigas reencontram Sara Harvey (Dre Davis), a ajudante de Charlotte nos seus tempos de vilã. Todas elas discutem “algo de muito mau” que aparentemente fizeram a Sara algures nestes cinco anos.

Nos últimos minutos do episódio, a polícia diz que a autópsia ao corpo de Charlotte (uma autópsia super rápida, diga-se de passagem) revela que ela já estava morta antes de cair da torre, tendo sido portanto assassinada. Alguém numa limusina negra fecha o vidro do carro, à medida que vigia as raparigas e se afasta da multidão.

Um regresso ao passado pouco criativo

O regresso de Pretty Little Liars foi uma desorganização total que fez lembrar, em muito, o primeiro episódio da série. As protagonistas bebem, ficam inconscientes, alguém morre e gera-se um mistério repleto de mentiras e acusações. Isto foi exatamente o que aconteceu há seis anos atrás, com a única diferença de que agora as raparigas têm mais de 20 anos, consomem bebidas alcoólicas e Spencer tem franja.ABC_pretty_little_liars1_cf_160111_12x5_1600

A separação dos casais proporcionou o reencontro entre certas personagens, o que deve ter sido o único ponto a favor do episódio. Emily e Toby reacenderam a sua amizade, e Caleb vive agora com Spencer – aliás, estes dois mostraram uma estranha cumplicidade. Será que podemos esperar algum romance vindo daqui?

Contudo, toda a onda de mudanças destes cinco anos foi-nos atirada de uma só vez e certas coisas nem sequer fazem sentido. Alison não acabou o ensino secundário, mas é agora professora e já é casada? As outras raparigas têm pouco mais de 20 anos e já têm carreiras de topo? Emily está afundada em drogas, embora essa história já tenha sido explorada DUAS VEZES com Spencer?

O mistério de Sara Harvey pode dar algum pano para mangas, mas nem a morte de Charlotte é suficiente para criar uma narrativa sólida. Uma vilã que atormentou as raparigas durante anos morre de repente e é suposto nós preocuparmo-nos com isso? Já sabemos que as raparigas enfrentam agora um novo inimigo mas Charlotte foi, com a maior das certezas, a pior vítima que os criadores poderiam ter escolhido.

NOTA: 5/10

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Festival da Canção 2021
Festival da Canção 2021. Estas foram as reações à primeira semifinal