TheGoodWifePrevOnT7_header

Previously On… The Good Wife T7

Uma das séries de advocacia mais celebradas dos últimos anos, a história de Alicia Florrick (Julianna Margulies), teve uma primeira metade de sétima temporada cheia de bons episódios e contou com a excelente participação do ator Jeffrey Dean Morgan, recentemente escolhido como o próximo vilão da famosa série The Walking Dead. O Espalha-Factos relembra-te agora o que de mais importante aconteceu durante os primeiros 10 episódios desta temporada.

Começando a temporada recusando a proposta de emprego de Louis Canning (Michael J. Fox), Alicia tenta começar a exercer advocacia por conta própria, acabando num caótico e pouco lucrativo tribunal de fianças para conseguir pagar as contas. As suas perspetivas acabam por se revelar mais animadoras após conhecer Lucca Quinn (Cush Jumbo), com a qual viria a colaborar e eventualmente formar uma dupla jurídica com sede no apartamento da protagonista.

Seguiu-se a procura por um investigador que pudesse prestar o apoio de Kalinda, antiga investigadora da série que saiu de cena na temporada anterior. Após um erro de casting, o eleito acaba por ser o carismático Jason Crouse (Jeffrey Dean Morgan), que recusa uma melhor proposta da firma Lockhart, Agos & Lee, aparentando possuir um interesse romântico por Alicia.

Jason Crouse
Jason Crouse

Enquanto a advogada tenta organizar a sua vida, Peter, com quem ainda mantém um casamento para aparências, decide correr para Presidente dos Estados Unidos da América, com a esperança que a sua candidatura lhe venha a valer pelo menos um lugar como Vice-Presidente. Eli Gold, conselheiro e chefe de campanha de Peter, é substituído por alguém com experiência em campanhas presidenciais e acaba a trabalhar diretamente com Alicia, gerindo a imagem que esta tem para o eleitorado, mantendo assim a sua ligação à campanha na esperança de sabotar o trabalho de quem lhe roubou o lugar para que volte a ocupar a posição.

Na antiga firma de Alicia, Lockhart, Agos & Lee, Diane (Christine Baranski) e Cary (Matt Czuchry) tentam revitalizar o seu lote de advogados com recém-licenciados, enquanto se deparam com alguns casos em que enfrentam a protagonista que, apesar de ter recusado trabalhar para Canning, aceitou receber alguns clientes referenciados por este. A aposta no staff jovem, contudo, acaba por dar problemas à firma que, no mais recente episódio, os vê demitirem-se em massa, tentando prejudicar a mesma em favor de um melhor contrato para a concorrência. Tal facto leva Diane a contratar uma das recém-licenciadas referenciadas por Cary e que fora deixada de fora, começando a trabalhar num esquema que acabaria por ensinar uma lição aos desertores.

Diane e Cary
Diane e Cary

À medida que a campanha de Peter vai ganhando mais adesão do que inicialmente esperado, o escrutínio da sua nova chefe de campanha torna-se cada vez mais incisivo, levando a mesma a tentar tirar o investigador Jason Crouse da cidade, temendo que o aparente afeto entre este e Alicia possa dar origem a um caso de infidelidade que viesse parar aos jornais. Crouse acaba por receber pressões e, eventualmente, uma proposta milionária que não poderia recusar e que o afastou de Alicia.

A temporada termina com Eli, de coração pesado por ter sido abandonado pela sua namorada, a confessar à protagonista algo relacionado com um dos momentos que podem ser considerados spoiler  para quem não viu as temporadas anteriores, pelo que se for este o teu caso, não aconselho que leias o restante deste parágrafo. Eli, há seis anos atrás, teria apagado uma mensagem de voz do antigo amor de Alicia, Will Gardner,  numa tentativa de evitar que estes reatassem, em prol da campanha política de Peter. Will acabaria mais tarde por falecer num incidente em tribunal, com este e Alicia ainda relativamente de costas voltadas. Esta revelação foi a gota de água que vê a advogada a expulsar de forma veemente Eli da sua casa.

Eli Gold
Eli Gold

Ficam no ar várias questões como qual será o futuro da equipa jurídica que Alicia criou com Lucca, agora sem investigador, ou o que é que a protagonista decidirá fazer relativamente ao peso que a vida política do marido está a ter na sua. Questiona-mo-nos ainda sobre o futuro da sua antiga firma ou sobre a sua atual relação com Canning, entre outros fios narrativos que deverão ser levantados na segunda metade da sétima temporada.

The Good Wife volta aos ecrãs dos Estados Unidos da América já este domingo, dia 10 de janeiro.

Mais Artigos
Miley Cyrus
“I am a rock star”. Pearl Jam e The Cranberries elogiam covers de Miley Cyrus