A saga Harry Potter foi encerrada há já vários anos, com Harry Potter and the Deathly Hallows. Mas ainda há novidades para descobrir na vasta mitologia criada por J. K. Rowling e agora percebemos o significado, no mínimo ternurento, da primeira fala de Severus Snape para Harry. 

Muito recentemente um utilizador do Tumblr, de nome tomhiddles, revelou o verdadeiro significado para as primeiras palavras que a personagem Severus Snape proferiu ao jovem Harry Potter no primeiro livro da saga.

Lê mais: Alan Rickman, o eterno professor Snape, morre aos 69 anos

Snape e Harry já haviam trocado olhares antes, mas foi no capítulo “O Professor de Poções” que ambos falar pessoalmente pela primeira vez. Foi quando o professor fez uma pergunta ao jovem, pergunta essa que para muitos nós não passou de uma tentativa de o deixar ficar mal.

Snape - Harry Potter

Tradução: “Sr. Potter. Diga-me, o que obtenho se juntar raiz triturada de asfódelo a uma infusão de absinto?

Acontece que esta pergunta não surgiu por mero acaso. Segundo tomhiddles, na Linguagem das Flores, um asfódelo é um tipo de lírio (Lily [Lily Evans era o nome da mãe de Harry), cujo significado pode ser também, de acordo com a Enciclopédia Vitoriana de Flores, “Os meus sentimentos seguir-te-ão até ao túmulo“. Já a planta absinto significa ausência e simboliza tristeza e solidão. Ao combinar os dois significados poderá revelar algo como “Os meus profundos sentimentos pela perda de Lily“.

Cura para ataques de cobras

Mas as associações não se ficam por aqui. Segundo a pesquisa de tomhiddles, o asfódelo era associado na mitologia grega à morte. É ainda importante referir que já se acreditou que a mesma flor poderia ser usada como cura para mordidas de cobra, associando o sacrifício de Lily para salvar Harry das mãos de Voldemort, que além de falar serpentês, era muito apegado à sua cobra de estimação e tinha óbvias semelhanças com o réptil.

A planta de absinto é também ligada à lua e a entidades noturnas, mais particularmente Artemis. Tal poderia parecer que pouco tem a ver, se não fosse esse mesmo deus muitas vezes associado a uma corça… Exatamente o mesmo tipo de animal que surge no Encantamento Patronus de LilySnape.

Este é apenas um dos muitos mistérios que fãs dedicados conseguiram desvendar já vários anos depois da conclusão da saga. Dada a complexidade da história, os inúmeros elementos introduzidos na mesma e o génio incomparável de Rowling, é de esperar que muitos mais mistérios ainda estejam escondidos à espera de serem descobertos.

Lê mais: Revelada a razão pela qual os Dursleys odeiam Harry Potter