DSC01005

10 coisas que deves saber antes de viver em Madrid

Fazer Erasmus é uma aventura e desengane-se quem pensa que ir para o país de nuestros hermanos produz um choque cultural subtil. Há certos pormenores dos quais só nos apercebemos ao longo da nossa estadia e que nos dizem muito sobre a cultura do país em que estamos a viver.

Por isso, se estás a pensar fazer Erasmus em Madrid, o Espalha-Factos preparou-te um guia com 10 dicas para facilitar a adaptação à tua nova cidade.

1 – Os espanhóis dormem MESMO a siesta.

Sim, não é só mito e não é uma coisa que só acontecia há 50 anos atrás. Se os espanhóis puderem dormir a sesta, eles vão dormir a sesta – mesmo os mais jovens. E as lojas fecham das 3 às 5 precisamente para esse efeito. Nos primeiros tempos vais estranhar, especialmente quando quiseres aproveitar as tuas horas de almoço para abastecer a despensa, mas depressa te vais habituar.

tumblr_n81ypmYvha1rvhqlvo1_500

2 – Há uma razão pela qual eles dormem a sesta

É que eles têm de guardar energia para a noite. E acreditem, quando os espanhóis festejam, eles festejam a sério. Isto quer dizer que durante o teu Erasmus vais ter duas coisas: festas fantásticas e muitas noites mal dormidas. Porque quando o espanhol festeja, ele festeja na rua e gosta que toda a vizinhança fique a saber…

giphy

3 – Nunca peças indicações a um madrileno…

Porque o mais provável é acabares ainda mais confuso e com indicações para o caminho mais longo até ao teu destino. Mas se lhes pedires indicações de metro saber-te-ão guiar pelas 14 linhas que compõem o metro de Madrid como se estivessem escritas na palma das suas mãos. No entanto, e mesmo não sabendo ao certo onde fica tal coisa, vão tentar ajudar-te.

200_s

4 – O melhor é mesmo perderes-te em Madrid

Madrid é uma daquelas cidades que se faz perfeitamente a pé. Por isso, pega num mapa e aventura-te a descobrir todas as ruelas de Madrid – vais ver que te divertes muito mais e vais ter muito mais histórias para contar quando voltares.

Im-A-Bit-Lost

5 – Não tens Whatsapp? You’re gonna have a bad time

SMS é coisa do passado, a moda agora é mandar mensagem no Whatsapp. Nunca irás saber qual será, ao certo a diferença entre o tradicional sistema de SMS (a preferência portuguesa) e o Whatsapp (que é a mesma coisa e ainda utiliza dados móveis), mas habitua-te: não há espanhol que não o tenha no seu telemóvel.. Sim, até os teus professores.

giphy (1)

6 – Churros são a melhor comida da ressaca…

Só que não. Não caias na cantiga e percebe desde cedo que é um erro ir para uma churreria um pouco bêbedo e com a carteira cheia. Porque o mais provável é gastares o dinheiro que não gastaste em álcool em churros (e acabas por nem comer assim tanto).

robinFood2

7 – Tapas, tapas e mais tapas

Vais aprender a amar os jantares leves compostos por tapas de todos os tamanhos e feitios. Acredita, vais passar a adorar até as mais estranhas (como pimentos grelhados com sal). Tudo isto, claro, acompanhado por cañas (que é como quem diz, cerveja). E se quiseres um sabor a casa, no Mercado Provenzal vendem cerveja portuguesa (e só a 0.40€).

Emma-Stone-Food-GIF1

8 – Prepara-te para o Spiderman da Plaza Mayor

É português, mas não vais querer conversa com ele. Nem com ele nem com o SpongeBob, a Cabra Brilhante, o Bart… Porque se eles te apanham a olhar para eles, não vão deixar-te em paz até que tires uma foto com eles. E uma foto não teria mal de nenhum, se não fosse paga.

200_s (2)

9 – Queres ver as versões originais dos filmes? Oh boy…

Porque em Espanha, tanto as séries como os filmes são dobrados. E como deste lado da península estamos habituados às versões originais, é normal que queiras continuar a ter acesso a elas – sem ser por meios menos legais. Para te poupar tempo na procura, dizemos-te que são poucos os cinemas em Madrid que oferecem a versão original dos filmes, mas os Cines Princesa, o nº 3 da Calle de la Princesa, oferecem. Quanto a séries, vais ter de procurar outras formas de ver.

43006877

10 – Vais odiar o Callao e a Gran Vía em alturas como o Natal

A Gran Vía é uma das principais artérias da cidade de Madrid e é seguro dizer que nunca está vazia. E por ser também o sítio onde se concentram as lojas das grandes cadeias (consegues encontrar de tudo um pouco na Gran Vía, em especial produtos de luxo) é normal que esteja sempre cheia de gente, em especial em alturas de grande consumismo, como o Natal. Ninguém gosta de andar pelo meio da multidão, mas acredita em nós: no fim, vais sentir falta.

200_s (1)

Mais Artigos
guitarra concertos
Quarentena no sofá: Os próximos concertos que podes ver sem sair de casa