15943560121_dd8c29f17d_o

10 doces de Natal que te farão água na boca

Uma das razões pelas quais muitos de nós anseiam pelo Natal é devido às várias guloseimas que poderemos comer nesta altura festiva do ano. A pensar no que nos faz água na boca o Espalha-Factos  reuniu para ti uma lista com alguns doces natalícios oriundos de vários cantos do mundo. Alguns provavelmente já conheces, outros serão uma novidade fácil de fazer para animar a tua noite de Natal.

Æbleskiver

Ideal para os amantes de panquecas, o Æbleskiver é uma típica receita natalícia dinamarquesa que se distingue pela sua forma arredondada e pela sua massa leve e fofa. Nesta época especialmente fria é acompanhado pelo gløgg (vinho quente com canela).

glogg

A receita é bastante simples, tendo como base farinha, leite, ovos, açúcar e manteiga, podendo ser adicionados outros ingredientes para diversificar o sabor. Inicialmente eram cozinhados com um recheio mas, atualmente, são servidos com compotas ou simplesmente cobertos com açúcar em pó. Para experimentar esta tradicional receita dinamarquesa é necessário uma frigideira específica, que garante a forma caraterística desta deliciosa iguaria.

Cougnou

O Cougnou é um pão cuja forma se assemelha à de uma criança, sendo denominado como pão de Jesus. É muito caraterístico na gastronomia belga, sobretudo na época natalícia. Tradicionalmente, este pão doce com passas é servido com uma caneca de chocolate quente às crianças. É feito com farinha, ovos, passas, leite, fermento e açúcar.

33498792

Apesar de ser típico da Bélgica, esta é uma receita que também está presente na cultura de alguns países vizinhos, como é o caso da França, da Holanda, do Luxemburgo e ainda da Alemanha Ocidental.

Wafers de Chocolate

Para os mais preguiçosos na cozinha, mas que ainda assim gostam de sobremesas deliciosas, esta é a receita mais indicada. Além de só serem necessários 3 ingredientes, não precisa de ser cozinhada e leva apenas cerca de 30 minutos a confecionar.

R158879.jpg.rendition.largest.ss

Apenas precisas de wafers recheados de nata, chocolate derretido para a cobertura e nozes e côco para colocar depois do chocolate. Depois de colocares os wafers sobre um tabuleiro, basta regá-los com o chocolate derretido e dispor uma colher de côco e nozes por cima. Se quiseres e se sobrar, podes juntar mais chocolate no fim.

Tarte de pêra e gengibre

Se existe algum cheiro ou sabor que associamos ao Natal é sem dúvida, além da canela, o gengibre. É à volta deste ingrediente – e de peras – que se constrói esta reinterpretação da receita tradicional francesa.

img_3274

Para esta receita vais precisar de massa folhada, claras batidas, farinha de trigo, açúcar granulado, aúcar mascavado, gengibre cristalizado, casca de limão, manteiga e peras. Depois só tens de estender a massa folhada, enrolar ligeiramente as bordas e preenche-las com as claras de ovo.

Numa tigela à parte tens de misturar o açúcar mascavado, o açúcar granulado, a farinha, o gengibre, cascas de limão e a manteiga em pedacinhos. De seguida terás de colocar metade da mistura sobre a massa folhado, sobrepor as peras fatiadas e colocar a restante mistura por cima das peras.

Leva isto ao forno até ficar douradinho e já está! Se fores muito guloso coloca chantilly por cima na hora de servir. Poderás consultar mais promenores da receita aqui.

Biscoito de amendoas chinês

Os biscoitos de amêndoas chinesas são uma doçaria muito comum nas pastelarias de Cantão, Hong Kong e Macau. Trata-se de uma simples bolacha crocante com uma amêndoa no centro, na qual se acreditava antes que poderia trazer boa sorte. Hoje em dia, a bolacha é inspirada num género idêntico de doçaria que surgiu durante a Dinastia Ming, e na qual era apenas considerada como uma doçaria da realeza.

chinesealmondcookies_2

A preparação desta bolacha é muito simples, levando apenas 20 minutos de preparação. Tudo o que é necessário é manteiga, açúcar, ovos, extrato de amêndoa, farinha, bicabornato de sódio, sal, água e, claro, amêndoas.

Numa taça só tens de juntar manteiga e açúcar e começar a bater os ovos, juntando o extrato de amêndoa. Combina a farinha, o bicarbonato de sódio e o sal e gradualmente junta à mistura. Dessa mesma mistura, faz pequenas bolas e espalma-as com um garfo. Coloca as amêndoas e leva ao forno durante 15 minutos.

Biscoito de noz austríaco

Apesar de este tipo de doçaria não ter uma história específica que conte as suas origens, o que é certo é que a combinação de ingredientes que a cria torna-a completamente apetecível tanto ao olhar como ao gosto.

2c328de8d57e95967f003e33b768f647

Fazer estes biscoitos é fácil, implicando apenas uma preparação de 30 minutos. Numa fase inicial, tudo o que necessitarás será farinha, amendoas cortadas, açúcar, manteiga e doce de framboesa.

Numa taça junta a farinha, as amêndoas e o açúcar. Junta manteiga e vai mexendo até tudo parecer migalhas grossas. Faz pequenas bolas e deixa no frigorífico durante uma hora. Numa superfície com farinha, vai espalmando a massa para que tenha cerca de 2cm de espessura e corta-a com um cortador redondo e coloca as novas formas ao forno entre 7 a 10 minutos. O doce de framboesa servirá para juntar os biscoitos dois a dois e fazer de recheio.

Lenha de Natal/Tronco de Natal

A Lenha de Natal ou Tronco de Natal é talvez uma receita que já tenhas provado. Isto porque este bolo é uma das tradições gastronómicas mais conhecidas em todo o mundo, tendo originado na França, sob o nome Buche de Noel. 

Tronco-de-Natal-com-Amêndoa

Decorado de várias formas e com uma variedade de receitas disponíveis, a Lenha de Natal apesar de ser revestida e decorada no exterior com chocolate, no interior poderá vir com um recheio personalizado (como por exemplo de framboesa ou creme de ovos moles) para dar um sabor mais intenso a esta sobremesa conhecida um pouco por todo o mundo. A preparação desta sobremesa é complexa, sendo necessários três grupos de ingredientes para a massa, para a cobertura e para o recheio.

Florentinas

As Florentinas são bolachas já conhecidas e vendidas um pouco por todo o mundo. No entanto as suas origens são italianas, mais especificamente de Florença, Itália. São compostas por frutos secos e cristalizados e, apesar de finas, são conhecidas como sendo bastante crocantes.

DSC06560

Para fazeres estas bolachas precisas de ter ao teu dispor natas, amêndoas em lascas e moídas, manteiga, cereja cristalizada, açúcar branco farinha e um pouco de bicarbonato de sódio.

Começa por juntares as natas, o açúcar e a manteiga num tacho aquecido a lume brando. Após ferver é necessário adicionar a farinha e as amêndoas moídas, misturar e de seguida inserir a cereja cristalizada em bocados juntamente com o bicarbonato de sódio até a massa se tornar homogénea. Depois de untares dois tabuleiros com margarina e farinha e aqueceres o forno a 180º, terás que distribuir pequenas partes da massa pelos dois tabuleiros (tem o cuidado de deixares algum espaço entre as partes). Usando uma espátula achata as partes da massa até formarem círculos fininhos. Leva os tabuleiros ao forno por cerca de oito minutos e a partir daí deixa as bolachas arrefecerem por forma a enrijecerem.

Pudim de pão com dulce de leche e pêras caramelizadas

Esta receita tradicional do México utiliza muitos elementos provenientes da América Latina, como o conhecido dulce de leche e o pudim de pão. O pudim de pão é uma receita muito apreciada na América Latina, especialmente em países como o México, Porto Rico e Brasil.

yum

Leva ovos, leite, açúcar e pão francês (as conhecidas baguettes ou qualquer pão de farinha fina). O dulce de leche, feito à base de leite fervido e açúcar, é adicionado por cima do pudim. Esta receita em particular ainda adiciona pêras caramelizadas ao preparado.

Linzer Pinweels

A receita que vos apresentamos aqui trata-se de uma versão dos conhecidos Linzertorte, uma especialidade de pastelaria natalícia da cidade de Linz, na Áustria.

Linzer-Pinwheel-Cookies

Esta é uma versão simplificada dos Linzertorte, concebida para ser feita com e para as crianças. O sabor a raspas de limão mantém-se, assim como o açúcar, o fermento e a manteiga, mas são adicionados pedaços de framboesas sem sementes no meio do bolo, numa espécie de espiral.

Artigo elaborado por Inês Chaíça, Maria Ana Campos, Serenela Moreira, Sara Sampaio e Tiago Costa

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Vento Norte
‘Vento Norte’. Entre a pré-ditadura e os loucos anos 20, conhece a nova série da RTP