Algo_Ritmo Musical

Algo_Ritmo Musical #11

É quarta-feira e isso é sinónimo do regresso da rubrica Algo_Ritmo Musical ao Espalha-Factos, destinada à partilha das melhores surpresas da playlist Discover Weekly do Spotify. Para diversificar, esta semana vão ficar a conhecer as escolhas de uma redatora da secção Vida – que não tem nenhuma experiência nestas andanças de escrever sobre música. Fiquem a conhecer cinco das 30 músicas que o Spotify escolheu para musicar a minha semana.

Jamie T – Don’t You Find –  Carry on the Grudge (2014)

Aqui me confesso: não conhecia nada do trabalho do músico inglês até esta música me ter aparecido na Discover Weekly. Mas, não sei porquê, foi das primeiras que me chamou a atenção e foi a primeiríssima música que ouvi esta semana. E não desiludiu. O ritmo pode ser um pouco lento e pode tornar-se algo monótono em algumas partes da música, mas é uma música que tem o condão de me prender até ao fim. Os back vocals complementam a voz do Jamie T de uma forma que não consigo descrever e garanto-vos que este é o tipo de música que tem potencial para ficar no ouvido durante muito tempo.

Jack Garratt – Worry (2014)

Tem um início lento como a maior parte das músicas da minha playlist (noto uma tendência, Spotify) mas, logo no primeiro refrão, temos uma surpresa e o tema torna-se mais energético e dançável. Mais um artista que não conhecia, mas cujo trabalho fui pesquisar – e confesso que já juntei algumas músicas à minha playlist pessoal. O primeiro trabalho de Jack Garratt ainda não saiu (apesar de já se poder ouvir algumas músicas).

Na primeira audição, achei que tinha um timbre semelhante ao do Sam Smith e foi uma das razões pelas quais continuei a ouvir, mas quanto mais o ouço, mais discordo da minha afirmação inicial. Jack Garratt tem um estilo mais próprio, mais seu, e é isso que lhe dá o seu charme.

Caloncho – Palmar – Fruta (2013)

Estar de Erasmus em Espanha equivale a ter sempre uma sugestão em língua espanhola na Discovery Weekly. Devo confessar que esta foi das melhores que o Spotify já me sugeriu. O cantor mexicano oferece-nos um álbum que dá um ar de férias de verão a este dezembro. Esta música em particular é muito calma, com uma letra um bocado neo-hippy (como se pode ver pelo verso “Quisiera llevarte al mar / Y nunca regressar a la ciudad / Y poder disfrutar del día siempre / Echados al sol”).

Andrew McMahon in the Wilderness – Cecilia and the Satellite – Andrew McMahon in the Wilderness (2014)

Esta música saiu directamente do álbum homónimo do artista norte-americano e tem uma coisa que eu não sei explicar muito bem: adorei a letra e a música em si é tão animada que não consigo ficar indiferente. É algo que estou a ouvir no Spotify, no calor da minha casa, mas podia ouvir numa festa e ia fazer-me dançar da mesma forma. Tem energia e faz-me sentir bem – e isso é exatamente o que precisava para esta semana. Destaque para a parte fofinha da letra em que Andrew McMahon canta “For all the things my hands have held, the best by far is you” – admitam que vos faz querer acompanhar com a vossa melhor voz (de cana rachada).

Sky Ferreira – Everything is Embarrassing – Night Time, My Time (2013)

Esta é provavelmente a minha maior falha, porque não conhecida nada do trabalho desta cantora luso-descendente (e este era, provavelmente, o único facto que sabia sobre ela, no geral). Mas arrependo-me, porque depois desta música já adicionei  quase todo o álbum Night Time, My Time à minha playlist pessoal. Esta música em particular tem uma vibe de pop de pastilha elástica que cai bem depois de um dia complicado.

Uma voz feminina é algo que sobressai no meio desta lista e a de Sky é bem bonita. É mais uma música daquelas que me faz dançar sozinha no meu quarto.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.