Com uma semana nova vêm novas descobertas da Discover Weekly do Spotify. A lotaria mostrou-me um misto de clássicos que já deviam ter sido descobertos há muito juntamente com novas criações indie, umas bastante obscuras, outras não tanto. Estaa foram aquelas que se destacaram da lista.

Sure ‘Nuff ‘N Yes, I Do – Captain Beefheart & The Magic Band – Safe as Milk (1967)

 A voz desgrenhada de Don Van Vliet acompanhada por um coral de guitarras bem ritmadas desenham os blues que caracterizam o primeiro álbum desta banda norte-americana. Captain Beefhart veio a trabalhar com nomes tão importantes como Frank Zappa e inspirou mais tarde vários artistas das esferas mais alternativas da música. Já neste primeiro álbum é, no entanto, possível identificar o seu talento.

Crosstown Traffic – Jimi Hendrix – Electric Ladyland (1968)

Sabes aqueles clássicos que nunca chegaste a conhecer porque: 1) ou têm uma discografia tão grande que mete medo, ou 2) nunca calhou e tens vergonha de admitir isso? Pois bem, o Discover Weekly deu-me uma ajuda e mostrou como Jimi Hendrix nos agarra aos seus ritmos venenosos logo com primeiro riff.

Papa Was a Rolling Stone – The Temptations – All Directions (1972)

Ok, estes são aqueles que têm uma discografia tão grande que até mete medo. No entanto, ouvir estes pioneiros do R&B e do Soul mostra o potencial que estes géneros musicais têm. Ao longo de quase sete minutos (reduzido dos 12 minutos originais), este cover da música criada para os The Undisputed Truth cresce subtilmente e sem cair em estilos clichés, sinal de um tempo em que as pessoas tinham mais tempo e mais paciência para apreciar música.

I Always Knew – The Vaccines – Come of Age (2012)

 Damos um salto de 40 anos até ao novo milénio, mas nem com isso abandonamos a nostalgia de tempos musicalmente mais crus. O meloso indie rock da banda inglesa vai buscar timbres aos tempos clássicos já aqui explorados e utiliza-os numa música estruturalmente adaptada aos tempos recentes.

Good Old Times – Smile – Out of Season (2013)

Para terminar, aparece uma banda que, após uma intensiva e difícil pesquisa, identifiquei como pertencendo a nuestros hermanos espanhóis! Admira ouvir um indie folk inspirado pela moda americana produzido pelos nossos vizinhos que tão folclóricos costumam parecer no mundo da música. No entanto, a sobriedade e simplicidade com que esta banda recorda os bons velhos tempos fica facilmente no ouvido.