Bones-ep1108_sc4_0667_hires1-1200x897

Bones 11×08: celebrando o Dia de Acção de Graças

O Dia de Acção de Graças foi celebrado de forma impressionante no novo episódio de Bones – em português, Ossos. Esta semana trouxe-nos uma nova hora intitulada High Treason in the Holiday Season, a qual estreou no dia 19 de Novembro no canal FOX.

Restos mortais são encontrados num campo de golfe e a equipa do Instituto Jeffersonian conclui que pertencem a Vivian Prince, uma repórter para o The DC Sentinel que publicara recentemente histórias acerca de corrupção na NSA (National Security Agency). Esta semana temos o prazer de acolher Rodolfo (Ignacio Serricchio) como estagiário, o qual já não víamos há algum tempo!

Bones-ep1108_sc4_0176_hires1

A equipa dirige-se aos escritórios de The DC Sentinel mas a investigação é rapidamente interrompida por Ryan Gill, um membro da NSA que exige que todas as descobertas lhe sejam comunicadas. Booth (David Boreanaz), Brennan (Emily Deschanel) e o resto do gangue descobrem que Ryan é também, na verdade, a fonte de Vivan, conhecido por “The American”, transmitindo-lhe todas as histórias obscenas acerca da NSA.

Enquanto isso, a paranóia e a mania da perseguição por parte de Hodgins (T.J. Thyne) vêm novamente ao de cima e esta acredita que todos estão sob a vigilância da NSA. As suas suspeitas confirmam-se quando a equipa descobre minúsculos gravadores espalhados pelo laboratório. O tempo urge e o Jeffersonian têm de se mostrar um passo à frente. A investigação passa pelo ex-marido de Vivian, pela sua colega de trabalho (Kate) e pelos chefes tanto da NSA como de The DC Sentinel. Nenhum deles parecem reunir provas suficientes para que sejam condenados.

A investigação dá uma reviravolta interessante a equipa descobre um aparelho de diabetes em caso de Vivian. Percebendo que a mulher não sofria de tal doença, os protagonistas rapidamente concluem que o aparelho é uma espécie de disco USB que apenas consegue ser desbloqueado através de registos de ADN.

Bones-ep1108_sc35_0479_hires1-1200x800

Os restos mortais providenciam as últimas gotas de sangue e a equipa dirige-se ao hotel onde Vivian se encontrara pela última vez com o seu assassino. Após descobrirem a arma do crime e reunirem as provas suficientes, a equipa conclui que o culpado foi, de facto, Ryan, o qual acaba por ser preso tanto por homicídio como por traição à NSA.

No final do episódio, os protagonistas reúnem-se em casa de Booth e Brennan para um jantar do Dia de Acção de Graças. Brennan faz uma surpresa ao marido ao convidar o seu filho, Parker, para a ocasião. Nem me lembro da última vez que víramos Parker na série, tanto que ele agora está um adolescente altíssimo. Nem parece o mesmo!

Ao longo desta temporada, Bones tem abordado temáticas bastante sérias e controversas, o que dá um tom mais “de pés no chão” à série. As personagens continuam tão carismáticas e cativantes quanto sempre e cada caso parece ser melhor que o anterior. Um pequeno aparte: será demais pedir para um novo serial killer na série, como foi o caso de Gormogan, Gravedigger, entre outros? Todos sabemos que essas foram as épocas de ouro da série.

NOTA: 8/10

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
‘Euphoria’. Jacob Elordi considera Nate Jacobs “um terrorista emocional”