nashville-connie-britton-lennon-stella-ftr

Nashville 4×08: seguir em frente nem sempre é fácil

O novo episódio de Nashville, para (não variar), trouxe toda uma panóplia de dramas e fez questão de sublinhar que estes têm sido, de facto, tempos difíceis para os nossos protagonistas. O episódio, intitulado Unguarded Moments, estreou no canal ABC no dia 18 de Novembro e contou com a ausência de Hayden Panettiere e Aubrey Peebles.

Scarlett (Clare Bowen) e Gunnar (Sam Palladio) iniciam a digressão da sua banda, mas Scarlett sente que é a única a apostar realmente no projecto, já que Gunnar apenas se preocupa com as noites passadas com Erin (Scout Taylor-Compton). Enquanto isso, Colt (Keean Johnson) tem dificuldades em confiar no seu pai, Luke (Will Chase), após este o tentar silenciar acerca da morte de Jeff (Oliver Hudson) e da tentativa de suicídio de Juliette (Hayden Panettiere).
nashville-408-spoilers

Enquanto Rayna (Connie Britton) produz brilhantemente o novo álbum de Markus (Riley Smith), vê-se frente a frente com um novo drama familiar: a sua filha mais velha, Maddie (Lennon Stella) mostra-se rebelde ao querer iniciar a sua carreira artística. Após Maddie receber uma proposta por parte da Sony, Rayna mete pé firme na situação e proíbe a filha de aceitar o acordo, dizendo que ela ainda não é crescida o suficiente para tal.

Com inveja de Erin, durante uma das actuações, Scarlett ordena-lhe que levante o som da sua voz, o que faz com que o quadro eléctrico vá abaixo. A banda resolve a situação e decide actuar acusticamente. Gunnar culpa Erin pela situação, o que o faz aproximar novamente de Scarlett – um pretexto um pouco inconcebível. No fundo, Erin não teve culpa.

Enquanto isso, Deacon (Charles Esten) concentra-se na remodelação do seu novo bar e torna-se negligente perante a família. Rayna desabafa acerca da situação com Markus e ambas dão as mãos, tendo aquilo a que comummente chamamos “um momento”. Do outro lado da cidade, Will (Chris Carmack) escreve uma música acerca da sua separação de Kevin (Kyle Dean Massey), a qual acaba por ser Avery (Jonathan Jackson) a cantar, levantando ciúmes e fúria por parte de Will.

Luke decide contar a verdade a Colt, de modo a ganhar de volta a sua confiança. O drama familiar move-se para outra casa enquanto Deacon e Rayna tomam a decisão de assinar Maddie e Daphne (Maisy Stella) para a sua editora, Highway 65. Contudo, Maddie mostra-se reticente, acreditando que tudo não passa de um plano para que Rayna a possa manter debaixo de olho. No último minuto do episódio, Deacon encontra uma mensagem de Markus para Rayna dizendo “Espero ter ajudado.“, lançando assim as sementes para mais uma dúzia de lágrimas que certamente se seguirão.

A nova hora de Nashville, à semelhança do que tem vindo a acontecer, preocupou-se mais em plantar mini dramas aqui e ali do que propriamente em colocar desafios pertinentes perante as personagens, fazendo com que a história avance num ritmo cada vez mais lento. A série fez bem em concentrar-se nas suas estrelas jovens, Lennon e Maisy, mas a falta de Hayden foi sentida. A actriz, à semelhança da sua personagem, sofre de depressão pós-parto e está actualmente em tratamentos, portanto podemos contar com a sua ausência durante mais uns episódios.

NOTA: 5/10

Mais Artigos
Bruno Nogueira Deixem o Pimba em Paz
Bruno Nogueira regressa aos palcos já em junho