O grupo humorístico Porta dos Fundos volta a Portugal já em dezembro para um conjunto de apresentações da nova peça Portátil. Este é um espetáculo de improvisação em formato longo com os atores Gregório Duvivier, João Vicente de Castro, Luís Lobianco e Gustavo Miranda.

Cada espetáculo irá partir de uma entrevista com a plateia que dará origem a uma peça inteiramente improvisada, com início, meio e fim. Com os poucos dados que a pessoa escolhida na plateia irá fornecer aos atores, além de uma banda sonora composta no momento, o elenco irá criar uma narrativa própria que percorrerá as memórias do entrevistado. O resultado será um espetáculo orgânico, diversificado, que passeia por diversos personagens, épocas e lugares, a fim de contar a história de uma pessoa.

A série de espetáculos terá início a 17 de dezembro no Theatro Circo, em Braga, e vai passar por Leiria, no dia 18, por Aveiro, no dia 19, pelo Teatro Académico de Gil Vicente, em Coimbra, no dia 20, pela Aula Magna, em Lisboa, nos dias 21 e 22, e irá terminar na cidade do Porto, no dia 23, na Casa da Música. Cada espetáculo terá a duração de cerca de 70 minutos e os preços dos bilhetes variam entre os 18 e os 25 euros.

Não é a primeira vez que o coletivo Porta dos Fundos está em Portugal. Em 2014, o grupo apresentou uma versão de palco do projeto, que se iniciou dois anos antes com pequenos episódios humorísticos no canal de YouTube. O grupo brasileiro é hoje um fenómeno de humor e já conta com mais de dois milhões de visualizações e mais de dez mil subscritores. Entre os planos futuros está ainda a produção de um filme.