É um horror“, a frase simples de François Hollande que resume os acontecimentos da noite passada em Paris. Um ataque a um modo de vida, a uma das mais simbólicas capitais do Ocidente, da Igualdade, Liberdade e Fraternidade. A cidade respondeu, com luz, à escuridão. Vê aqui algumas das manifestações de solidariedade das últimas horas.

Não teremos medo. 

Lê mais:

As reações do mundo da arte à tragédia em Paris

Artigo de opinião de Pedro Rebelo PereiraParis: Há uma luz que nunca se apaga