Depois da promoção de voos da Ryanair a partir de 9,99€, chegou a vez de TAP criar também uma tarifa low cost regular, com passagens a 39€. A companhia aérea fez também a encomenda de 53 aviões à Airbus para entrarem ao serviço a partir de 2017.

Reunido pela primeira vez com os trabalhadores da empresa, David Neeleman refere que o maior desafio são as companhias low cost, como a Ryanair ou a EasyJet, pelo que é necessário que a mesma se torne mais competitiva. Para isso, os aviões vão passar a ter lugares a 39€, mas, em contrapartida, o passageiro terá de “sentar-se atrás e pagar pela bagagem”. Desta forma, o novo dono da companhia aérea acrescenta que “a TAP serve a todos: aos que querem pagar pouco e aos que não se importam de pagar mais, porque preferem viajar com melhores condições”, como cita o Diário de Notícias.

O empresário, que diz não entrar na companhia para ganhar dinheiro, mas para marcar a diferença, tem como objetivo tornar a TAP a melhor companhia aérea da Europa ou até do mundo, o que o levou a fazer receber vários aplausos enquanto falava com os trabalhadores da companhia, sem os quais o sucesso não é possível, refere. Durante esse encontro em Lisboa, Neeleman acrescenta ainda que o segredo para concorrer com as companhias low cost é “flexibilizar” e apostar numa forma de serviço que faça os passageiros queiram voltar a voar de novo com a TAP.

Para renovar a frota da companhia, foram também encomendados 53 aviões à Airbus, renovação essa que já tinha sido anunciada pelo consórcio da Gateway, empresa que comprou 61% do capital da companhia.