Há já alguns anos que as telenovelas brasileiras não passavam tão mal em Portugal. Depois do absoluto domínio nos anos 90, ultrapassada a crise com o Big Brother e a ficção da TVI nos anos 2000 e de um novo fôlego recentemente, as produções da Rede Globo transmitidas pela SIC voltaram a descer ao subsolo dos resultados audimétricos.

Babilónia e A Regra do Jogo, transmitidas pela estação de Carnaxide ao final da tarde e final da noite respectivamente, estão a ter vida difícil nos seus horários, com nenhuma delas a ultrapassar os 20% de share esta semana. Babilónia tem rondado os 13%, contra o Preço Certo e A Quinta, A Regra do Jogo fica-se pelos 15% também contra o reality da TVI.

Os valores são ainda mais significativos quando comparamos com os de há um ano atrás – Império e Lado a Lado rondavam os 25% de share nas noites da SIC, e mesmo Em Família (considerada um fiasco dos dois lados do Atlântico) rondava os 18% antes do Jornal da Noite. Olhando ainda mais para trás, Amor à Vida liderou várias vezes contra a TVI e A Guerreira (Salve Jorge no original) chegou a ter shares perto dos 40% nos seus episódios finais.

A comparação dos resultados nos dias 6 de novembro dos anos 2012, 2013, 2014 e 2015 permitem-nos entender, de forma clara, o percurso descendente feito nos últimos quatro anos pelas tramas brasileiras.

Audiência das novelas da Globo transmitidas pela SIC

Audiência das novelas da Globo transmitidas pela SIC

A crise explica-se também na origem – Babilónia foi a novela das 9 com pior média da história da Globo e A Regra do Jogo também tem sofrido na luta de audiências. Foi inclusive a primeira novela a perder para uma concorrente da Rede Record. A aposta da SIC numa segunda novela portuguesa também arrastou as produções brasileiras para horários mais tardios e de difícil afirmação.