Cartaz Mexefest 2015

Vodafone Mexefest: cartaz fechado e horários

A sexta edição do Vodafone Mexefest encontra-se com cartaz fechado e os horários já foram conhecidos. Nos dias 27 e 28 de novembro, a música mexe na cidade de sala em sala. E há muitas novidades.

De 28 a 29 de novembro, sobe-se e desce-se a Avenida entre salas como o Cinema S. Jorge, Teatro Tivoli BBVA ou Coliseu mas também em espaços mais improváveis, como a Garagem da EPAL, a Sociedade de Geografia de Lisboa ou a Casa do Alentejo.

As novidades em termos de espaços, este ano, centram-se no palco Tanque, que não é nada mais nada menos do que a antiga piscina do Ateneu Comercial de Lisboa. É lá, por exemplo, que se começarão as noites com DJs e onde Peaches, um dos principais nomes do evento que não sendo propriamente um novo talento traz ao festival novas linguagens, como o Vodafone Mexefest promete ser.

No esforço inglório de citar outros nomes maiores, Benjamin Clementine – que a organização já tinha tentado trazer o ano passado -, Patrick Watson, Roots Manuva ou Ariel Pink são alguns dos artistas internacionais mais acarinhados.

Mas da prata da casa também se faz o festival: Márcia, que tem crescido enquanto artista tomará conta do Cinema S. Jorge; The Sunflowers, em ascensão, vão dar música no Vodafone Bus; e os Best Youth estreiam-se no Vodafone Mexefest de Lisboa (tinham apenas tocado no Porto).

Há também novidades a nível da aplicação para iOS e Android, que além das informações habituais sobre as bandas e os horários dos concertos, permite ainda saber a lotação das salas a cada momento, o que dá muito jeito para evitar longas caminhadas até um sítio e depois encontrar uma fila que dá a volta ao quarteirão. Integrada na app está a Inviita, que permite seguir roteiros de personalidades e também criar e partilhar a lista de concertos que se quer ver.

Agora é baixar a app ou pegar no marcador e começar a fazer as escolhas!

Vodafone dia 27 Vodafone dia 28O Vodafone Mexefest decorre nos dias 27 e 28 de novembro e o bilhte único custa 45 euros, sendo que nos dias do festival passa a custar 50.

Mais Artigos
Fotogaleria: No Porto, a reabertura dos espaços comerciais foi feita de contrastes