Montanha, a primeira longa-metragem do realizador português João Salaviza, venceu na passada semana o prémio Antigone d´Or, o galardão mais importante do Festival International Cinéma Méditerranéen Montpellier (CINEMED).

Este é o terceiro festival internacional em que o filme português é exibido, após as estreias no Festival de Veneza e no Festival de San Sebastian. A crítica tem proporcionado uma boa recepção à película, considerada pelo jornal Libération como a detentora do “plano mais belo” do Festival de Veneza.

Em Montanha, João Salaviza  explora a transição da adolescência para a idade adulta, através da personagem de David, um jovem de 14 anos transtornado pela perda iminente do avô que se vai tornando no homem da casa, na qual vive com a mãe e a irmã.

Relembramos que esta não é a primeira vez que João Salaviza é premiado no estrangeiro. De facto, o cineasta já conquistou tanto a Palma de Ouro de Cannes com Arena (2009) como o Urso de Ouro em Berlim com a curta Rafa (2012).

Montanha tem antestreia marcada para o próximo dia 8 de Novembro no Lisbon & Estoril Film Festivale estreia nacional prevista para o dia 19 de Novembro.