O quinto episódio da quinta temporada de Once Upon a Time – em português Era Uma Vez, no AXN White -, intitulado Dreamcatcher, estreou no canal ABC no dia 25 de Outubro e foi uma hora repleta de desgostos amorosos.

Em Camelot, Emma (Jennifer Morrison) utiliza um dreamcatcher – em português seria algo como Apanhador de Sonhos – para descobrir como Merlin (Elliot Knight) se tornou numa árvore. A amante de Merlin morrera há largos anos atrás e o Dark One da altura utilizou as lágrimas de desgosto do feiticeiro para realizar a transição. Com a ajuda de Regina (Lana Parilla), Emma percebe que a única forma de libertar Merlin é usar igualmente lágrimas de desgosto.

c4c4580ff8ea66e0a2799afd812c4353

Henry (Jared Gilmore) desenvolve a sua relação com Violet (Olivia Falconer) mas o pai da jovem surge como obstáculo ao dizer que Henry não é homem suficiente para ela. Ainda assim, Emma e Regina encorajam Henry e este decide combinar um jantar com Violet. Regina está disposta a utilizar as memórias da perda do seu primeiro amor (Daniel), acreditando que as suas lágrimas funcionarão na demanda para libertar Merlin.

Durante o jantar, Violet confessa a Henry que não está apaixonada por ele e que prefere que ambos fiquem amigos. As lágrimas de Regina falham durante o feitiço, pois esta já curara as suas feridas e encontrara um novo amor (Robin Hood). Quando Henry se junta às protagonistas, relata o sucedido durante o jantar e começa a chorar. As lágrimas do jovem acabam então por ser a peça final e Merlin é finalmente posto em liberdade.

onceuponatime-s5ep5

De volta a Storybrooke, Merida (Amy Manson), sob as ordens de Emma, leva Rumplestiltskin (Robert Carlyle) para a floresta e decide combatê-lo, de modo a torná-lo num herói. Após perceber que este é demasiado cobarde, Merida decide dar-lhe algo por que lutar: a chávena quebrada que significa a união entre ele e Belle (Emilie de Ravin). Após perceber que a chávena corre perigo, Rumplestiltskin decide finalmente lutar contra Merida.

Regina, Belle, Robin Hood (Sean Maguire) e Hook (Colin O’Donoghue) decidem invadir a casa de Emma e lá descobrem que ela tem Excalibur escondida na cave. Regina descobre o famoso dreamcatcher e nele vê que, durante a estadia em Camelot, Emma arrancara o coração de Violet e lhe dera ordens para que ela desse um desgosto a Henry, tudo com o propósito de libertar Merlin. Regina e Henry, destroçados ao descobrirem a verdade, decide cortar Emma das suas vidas.

Este episódio de Once Upon a Time foi bastante equilibrado em termos das diferentes personagens e narrativas, acrescentando pequenas reviravoltas interessantes ao longo da hora – algo que a série tem vindo a fazer de forma excepcional nesta temporada, diga-se de passagem. Foi bom assistir ao regresso de Merida, bem como ver um largo tempo de antena dedicado a Henry e Regina, algo que já não acontecia há algum tempo. Com Merlin finalmente ressuscitado, resta esperar que a série entre agora numa encruzilhada para revelar de uma vez por todas o destino de Emma.

NOTA: 8/10