Algo_Ritmo Musical #3

Mais uma semana, mais um Algo_Ritmo Musical, onde as playlists Discover Weekly do Spotify são analisadas… quase à lupa.

SOAK – Sea Creatures (2015)

Bridie Monds-Watson é o nome por detrás de SOAK.

A subtileza e a simplicidade da jovem norte-irlandesa traz-nos Sea Creatures, um dos singles do seu álbum de estreia Before We Forgot How to Dream, que conta com o selo da Rough Trade Records.

Sea Creatures é um tema introspetivo que retrata vivências naturais de uma adolescente, com uma melodia capaz de recordar French Navy, dos escoceses Camera Obscura.

Phil France – The Swimmer (2013)

The Swimmer é também o nome do álbum de estreia a solo de Phil France, o contrabaixista de The Cinematic Orchestra, banda que passará por solo nacional no início de novembro.

O produtor de discos como Every Day e Ma Fleur exibe um tema ambient, relaxante, harmonioso, com variações suaves e uma propensão assinalável para integrar a banda sonora de uma eventual obra-prima cinematográfica.

http://youtu.be/I4swokaluME

Shivum Sharma – Flicker (2014)

Frequentemente comparado com James Blake, o londrino Shivum Sharma é um dos jovens artistas que compõem o catálogo da editora National Anthem.

Flicker, o seu primeiro single, é uma canção melancólica que adoça o apetite para um futuro auspiciosamente risonho da música soul britânica.

http://youtu.be/eYu7cUvvzfg

Gengahr – Fill My Gums With Blood (2015)

Não, não é nenhum pokémon.

Os Gengahr editaram o seu primeiro registo de estúdio, A Dream Outside, em junho do presente ano, tendo amealhado impressões bastante favoráveis por parte da crítica.

Apesar da sua sonoridade insuficientemente inovadora, que, inclusive, nos remete para Unknown Mortal Orchestra e Foxygen, os britânicos apresentam Fill My Gums With Blood como um tema surrealista, catchy e com um agradável psicadelismo envolto de uma roupagem pop e lo-fi.

http://youtu.be/3DGlp3g7qmM

Gilligan Moss – Choreograph (2015)

O produtor nova-iorquino Gilligan Moss lançou o seu EP de estreia, Ceremonial, no passado mês de agosto.

Choreograph é, assim, um single que serve como um aperitivo vincadamente experimental, fresh, com traços de pop e com camadas intermináveis de samples, Aguardam-se lançamentos de longa duração.

http://youtu.be/NQ8xD6FVic8

The Persuasions – Good Times (1971)

Parece que nem sempre o Discover Weekly é feito de descobertas.

O coletivo R&B e soul originário de Brooklyn dá voz a Good Times, tema retirado de Street Corner Symphony e que, em 2015, recuperou a sua vida após o inconfundível sample utilizado em I Know There’s Gonna Be (Good Times), da autoria de Jamie xx.

http://www.youtube.com/watch?v=zgF7KwVL-1U

Mais Artigos
‘Crimes of the Future’: David Cronenberg regressa ao grande ecrã com ficção científica