Álbum de Família é o primeiro programa radiofónico a figurar neste que é um espaço que abre a via aos programas mais originais e atrativos da rádio.

É uma prática que tem vindo a perder significado com o tempo. Parar durante 50 minutos para escutar um álbum do início ao fim e aproveitar para conhecer melhor um artista ou uma banda que se aprecia parece algo vindo do tempo dos nossos pais. Aquelas reuniões em casa de amigos para se escutar um álbum e apreciar o trabalho dedicado ao mesmo é algo que se perdeu em muito por causa da digitalização da cultura.

Se ontem se ouvia em conjunto em frente da aparelhagem o novo LP dos New Order, hoje escuta-se o último trabalho dos Tame Impala solitariamente, em casa, em frente ao computador, de auscultadores postos ou não. Ontem, as rádios incitavam à prática desta atividade peculiar, divulgando e anunciado novos sons oriundos dos quatro cantos do mundo, através de programas de autor dedicados a vários géneros e de espaços com entrevistas.

Voltando ao ato de se escutar um álbum por inteiro, algumas estações de rádio voltaram a pegar neste conceito ao longo dos anos e recriaram-no para algo contemporâneo, mas não menos interessante. É o caso do programa Álbum de Família, da Rádio Radar. No ar uma vez por semana, o nome por si só deixa antever até certo ponto o que está por detrás do programa da responsabilidade de Tiago Castro.

Durante cerca de uma hora, um determinado álbum é tocado por completo, seguindo religiosamente a ordem dos temas. Pelo meio das canções, ouvem-se intervenções do autor relativamente ao percurso do artista ou da banda. Momentos como o nascimento da carreira musical, o seu apogeu e declínio (nem sempre) não faltam, portanto, ao longo do Álbum de Família.

AlbumdeFamilia1

Portuguesa ou anglo-saxónica, Pop Electrónica ou Rock Psicadélico, a abrangência de Álbum de Família impera.

A durabilidade do programa é algo que deixa pouca gente indiferente. Por um lado, está no ar há 10 temporadas, cada uma com cerca de 50 álbuns analisados, 500 trabalhos reproduzidos de uma ponta à outra e um sem número de histórias e particularidades partilhadas com os ouvintes sobre os seus grupos favoritos.

Por outro lado, é um formato que dificilmente se esgota. Isto porque o autor tem tido o cuidado de analisar não só trabalhos lançados em décadas anteriores, como também pisca o olho aos álbuns recém-lançados. Pink Floyd, The Doors, Nirvana, Metallica, Leonard Cohen, Sigur Rós, New Order, LCD Soundsystem, Arctic Monkeys, Jorge Palma, GNR, Amália Rodrigues. Nada escapa ao radar de Tiago Castro e facilmente se passa de uma semana para a outra do Pop para o Metal, seja dos anos 80 ou dos anos 2000.

Álbum de Família é um programa rico do início ao fim. Primeiro porque volta a pegar num gesto que parece ter perdido importância ao longo do tempo, mas que consegue manter-se atrativo graças ao grande acervo de histórias e particularidades, dignas de um grande acervo musical, que o autor apresenta aos ouvintes sobre o que estão a ouvir. Um dos papéis mais nobres na rádio acaba por estar bem representado com este programa. Dar a conhecer algo novo, educando e enriquecendo o auditório, sem em momento algum chegar ao pretensioso.

Programa: Álbum de Família

Autoria: Tiago Castro

Rádio: Radar (Lisboa 97.8 MHz; online)

Vai para o ar: 4ª às 14h, domingo às 12h e 2ª às 23h

Podcast de escuta: Álbum de Família – New Order: Low Life.

Em 5 minutos – O2 Hifi

Apresentar a última novidade não é apenas e só a função primordial de uma rádio. Se hoje o dia começou com uma música que há séculos não escutava, porque não partilhá-la com os ouvintes? O O2 Hifi da Rádio Oxigénio serve para isto mesmo.

Seja algo novo ou não, a pedir um pé de dança ou um momento de introspeção, o que importa é a liberdade de escolha na hora de pôr a tocar um tema. Todos os dias úteis, um animador ou colaborador da estação escolhem uma canção para partilhar com os ouvintes.

Rubrica: O2 Hifi

Autoria: Teresa Duarte, Mafalda Costa, Carlos Cardoso, Tiago Santos e Luis Montez

Rádio: Oxigénio (Lisboa 102.6 MHz; online)

Vai para o ar: 2ª a 6ª às 13h, 17h e 23h.

Uma última coisa: A identidade gráfica deste espaço foi desenvolvida de forma soberba pela equipa da Covil.