Spectre, o quarto filme de Daniel Craig a atuar como James Bond, está quase a sair. Recentemente, o ator disse numa entrevista para a Time Out London que está já cansado de atuar no papel.

Na entrevista, Craig falou de algumas dificuldades que surgiram durante a produção de Skyfall (2012) e Spectre (2015), e quando lhe perguntaram se ele iria regressar uma quinta vez no papel de Bond, ele respondeu da seguinte forma:

“Agora? Preferia partir este vidro e cortar os meus pulsos. Não, não de momento. De modo nenhum. Estou farto neste momento. Acabámos. A única coisa que quero fazer neste momento é seguir em frente”.

Após isso, o entrevistador perguntou ao ator se ele quer parar de interpretar James Bond, e desta vez a sua resposta foi menos drástica:

“Ainda não pensei sobre esse assunto, mas eu quero parar por pelo menos um ou dois anos, simplesmente não quero pensar sobre isso. Não sei qual vai ser o próximo passo, não tenho qualquer ideia. Não é por eu estar a ser cauteloso. Mas neste momento quem é que sabe? De momento acabou, ainda não falei com ninguém. Se eu fizesse outro filme do Bond, seria apenas por dinheiro”.

Isto surge uma semana depois do ator ter dito que Spectre não seria o seu último filme no papel do super-espião, e que tinha assinado um contrato para aparecer em pelo menos mais um filme. O ator também já mencionou anteriormente a possibilidade de desistir do papel, por isso ainda é provável que regresse.

Os filmes de James Bond são já famosos por terem tido vários atores a protagonizar o papel, por isso, a possibilidade de Daniel Craig eventualmente ser substituído não é um acontecimento inesperado. Spectre vai ser o vigésimo-quarto filme oficial na franchise e tem data prevista de estreia em Portugal para 5 de novembro deste ano.