Espalha-Factos acompanhou os concertos do segundo dia do Portugal Alive 2015. As atuações tiveram lugar numa discoteca no centro de Madrid. Durante algumas horas, os presentes puderam escutar Noiserv, Capicua Linda Martini: um autêntico aconchego para aqueles que têm saudades de Portugal.

O dia chegava ao fim e nas ruas do Sol, no centro de Madrid, nada fazia antever o que estava prestes a tomar lugar na Joy Eslava. Uma pequena fila de pessoas a falar português sinalizava o local do segundo dia do Portugal Alive, que partira de Barcelona para a capital espanhola.

Na sala esperava-nos um ambiente descontraído e um palco modesto para acolher as três atuações da noite.

Portugal Alive em Madrid arrancou com Noiserv. Num ritmo que embalou o público, Mr. Carousel introduziu o concerto. Sobreposições de metalofone, vozes, xilofones, tudo produzido em palco, pelas mãos de David Santos. O artista foi muito bem acolhido pelo público, que aplaudia energeticamente no fim de cada música.

Noiserv, Portugal Alive 2015

À medida que ia avançando, David descrevia a história por detrás de cada canção. Por exemplo, The Sad Story of a Little Town fala da história de uma cidade muito pequena, governada por um rei maior que essa cidade. Então, sempre que o rei se dirigia à povoação, destruía todo o trabalho que as pequenas pessoas da pequena cidade tinham feito. Fora o momento ideal para o cantor introduzir uma metáfora com a atual situação política de Portugal, e um breve apelo ao voto.

12080956_923187517766092_1930892266_n

O pé esquerdo marcava o ritmo da canção, e batia com força no palco nos momentos mais fortes. Nota-se que o multi-instrumentista cria fortes relações com as suas criações. This Is Maybe the Place Where Trains Are Going to Sleep At Night foi uma música que também se destacou no concerto pela peculiar sobreposição de arranjos de guitarra. Um contínuo crescendo foi prendendo cada vez mais a atenção da plateia. David Santos conta que I Was Trying to Sleep When Everyone Woke Up “não é sobre insónias”, mas antes sobre aqueles momentos em que temos as nossas emoções adormecidas, e é então que se torna importante ter bons amigos ao nosso lado. Um caloroso abraço de grupo foi requerido. Don’t Say Hi If You Don’t Have Time for a Nice Goodbye fechou esta magnífica atuação.

Noiserv no Portugal Alive 2015.

Seguiu-se a vez de Capicua subir ao palco. Mais do que um mero concerto musical, a rapper eleva a fasquia e faz do seu concerto um autêntico espetáculo artístico. Além da música, Ana Fernandes faz-se acompanhar de um ilustrador que vai desenhando imagens ilustrativas dos temas que fizeram parte da setlist. Um momento de rap em acapella da canção Jugular leva o público ao rubro. A simpatia da artista contagiou a sala de uma energia positiva, que no fim das suas músicas partia para breves momentos reflexivos. “MC significa Maria Capaz”, afirma, dando assim início ao seu tema que medita sobre as desigualdades entre géneros. Fora sem dúvida um dos momentos altos do concerto.


12086999_923187341099443_408753999_n

M7, também conhecida pela personagem Beatriz Gosta, esteve presente no Portugal Alive 2015, e a sua participação do tema Egotríptico foi excelente. Líquida foi uma música que fez levantar as mãos do auditório. As mãos dançavam ao ritmo dos versos “Sou líquida, e nasci para ser livre/ Não há vidro que me prive, nem o céu é o limite/ Sou líquida, sou a seiva do teu corpo/ Severa em maremoto, serena numa gota/ Sou líquida, e nasci para ser livre/ Não há vidro que me prive, nem o céu é o limite/ Sou líquida, sou a seiva do teu corpo/ Severa em maremoto, serena numa gota…”.



12076928_923187484432762_1060195036_n

Casa No Campo foi o momento aconchegante da atuação. Para finalizar em grande, Capicua escolheu as canções Vayorken Barulho. Foram minutos mágicos a dançar, saltar e cantar. Sem dúvida, o momento alto da noite.

12067315_923187257766118_2108844195_n

A última atuação da noite foi da autoria dos Linda Martini. As primeiras guitarradas de Dá-me A Tua Melhor Faca fazem-se ouvir e os fãs começam a manifestar-se. A banda passou por temas dos vários discos, destacando-se as canções Panteão, Amor Combate Mulher-A-DiasBelarmino Vs. levou o público à loucura, mas nada que se compare com Cem Metros Sereia. Também ouve espaço para Dez Tostões, a música mais recente da banda, lançada em junho deste ano.



12084247_923187077766136_1403098317_n 12084214_923187154432795_1529973996_n

No fim do concerto, quando se pensava que os Linda Martini já tinham dado tudo o que tinham a dar, eis que o grupo decide voltar a ocupar o palco para tocar mais uma música, O Amor É Não Haver Polícia.


12077007_923187231099454_94580261_nO Portugal Alive 2015 foi sem dúvida um momento fantástico para lembrar o magnífico país que muitos tiveram de deixar pelas mais diversas razões. Sejam meros estudantes Erasmus, ou mesmo autênticos lutadores que não se compadecem com um subsídio de desemprego e cruzam a fronteira em busca de melhores condições de vida, todos tiveram oportunidade de esquecer os problemas por um pouco, ao som de boa música cantada, orgulhosamente, em Português.

12092683_923187141099463_1029585919_n

Fotografias de Ana Margarida Almeida