The Good Wife, a série de advocacia de Michelle e Robert King, conta já com seis temporadas de grande sucesso nas televisões de diversos países. A próxima temporada estreia brevemente e o Espalha-Factos relembra-te tudo o que aconteceu até agora. Por isso, se ainda não viste tudo ou ainda bem começaste, atenção aos spoilers!

A série conta a jornada de Alicia Florrick (Julianna Margulies), esposa de um ex-Procurador-Geral envolvido num escândalo de sexo e corrupção. Decidida a trilhar o seu caminho, começa do zero com o seu curso de direito e um estágio numa firma.

Ao longo destas seis temporadas, Alicia passa por tempos complicados com o seu desenvolvimento pessoal e profissional a ser o foco principal da série. Acaba por conseguir afirmar-se profissionalmente e criar a sua própria firma com o colega de estágio Cary Agos (Matt Czuchry).

A sexta temporada começa com a firma de Alicia a tentar ilibar o seu parceiro Cary, que fora detido sob suspeita de ter ajudado a traficar um milhão e 300 mil dólares em heroína. A acusação por parte da procuradoria tem o intuito de forçar Cary a colaborar no caso que estão a montar contra Lemond Bishop (Mike Colter), um cliente da agência Florrick-Agos com atividades ilícitas.

TGW_4

A narrativa paralela vê Alicia a concorrer precisamente ao lugar de Procuradora-Geral após tal ser proposto por Eli Gold (Alan Cumming), chefe de gabinete do seu marido. Alicia hesita, mas acaba por aceitar para fazer frente a Castro (Michael Cerveris), o atual Procurador-Geral que acusava injustamente Cary. Um terceiro candidato, o comentador jurídico Frank Prady (David Hyde Pierce), entra também na corrida, empurrando Castro para o fundo das sondagens e uma eventual desistência.

Com a investigação levada a cabo por Kalinda (Archie Panjabi), investigadora freelancer da agência Florrick-Agos, Cary, com quem esta se encontra romanticamente envolvida, acaba por conseguir ser ilibado. Isto porque Diane Lockhart (Christine Baranski), antiga mentora de Cary e Alicia e agora uma das parceiras da firma, apresenta ao tribunal uma prova falsa, mas que pensa ser genuína.

Após ter saído vitoriosa nas eleições, Alicia descobre terem existido máquinas de voto adulteradas para que tenha ganho. Depois de ter rejeitado uma exigência do partido democrata que a apoiara nas eleições, o advogado que lhe tinha sido atribuído para a defender no caso dos votos fraudulentos acaba por prejudicá-la propositadamente, levando a protagonista a desistir da tomada de posse.

TGW_1

A temporada termina com Kalinda a desaparecer sem deixar rasto após entregar as provas contra Bishop, temendo ser assassinada pelo mesmo. Já Alicia tenta voltar à sua antiga firma, mas, após um desentendimento em que ambas as partes suspeitam, sem motivo, de segundas intenções, acaba por ponderar criar a sua própria empresa.

Os desentendimentos não se ficaram por aí com a firma, agora sob a alçada de Diane e Cary, a demitir a esposa do seu notório adversário em tribunal Louis Canning (Michael J. Fox) pelo aparentemente infundado receio de que esta estivesse a utilizar a sua posição para passar segredos ao marido.

A última cena apresenta Canning, melindrado pelo tratamento injusto da sua esposa, a oferecer uma parceria a Alicia Florrick sem ser apresentada a resposta ao espetador.

Tendo escapado à mudança mais radical que seria Alicia tornar-se Procuradora-Geral, mudando a dinâmica com o seu marido e atual Governador de Illinois, os escritores da série deram ainda assim um passo que deixa em aberto a possibilidade de ver a protagonista a unir esforços com um dos seus maiores adversários colocando-a frente a frente com a sua firma e amigos. Algo que pode também acontecer se Alicia decidir fundar a sua própria firma.

TGW_2

Qualquer que seja a decisão dos responsáveis da série, esta está aberta a novos personagens e abordagens, podendo dar uma lufada de ar fresco a The Good Wife que tem data de estreia para 4 de outubro nos Estados Unidos da América.