Delfina Cruz, que chegava mais recentemente à casa dos portugueses através dos seus trabalhos em Morangos com Açúcar e Remédio Santo, faleceu na passada terça-feira, vítima de um cancro da mama.

A atriz portuguesa de 69 anos já lutava contra a doença há vários meses, tendo partido para Paris com o objetivo de receber tratamento. Foi na capital francesa que acabaria por falecer no início desta semana.

Delfina Cruz tornou-se numa das caras do mundo do entretenimento mais reconhecidas pelo público português, iniciando carreira na década de 1960 no Parque Mayer e partindo mais tarde para projetos no cinema e na televisão, onde se tornou presença constante.

Participou em várias novelas e produções nacionais, como Todo o Tempo do Mundo, A Loja do Camilo, Olhos de Água, Inspector Max e Floribella. O regresso a mais um projeto televisivo era esperado para o ano passado, quando Delfina regressaria à ficção na novela da TVI Mulheres. Teve de desistir após ter sido vítima de um acidente de viação.

O velório da atriz está marcado para o próximo dia 15 de setembro na Basílica da Estrela, em Lisboa.