A Academia Portuguesa das Artes e Ciências Cinematográficas acaba de anunciar, em comunicado, que o segundo filme da trilogia As Mil e Uma Noites, de Miguel Gomes, representará Portugal nos Oscars de 2016, na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.

O filme é assim o representante português na categoria de Melhor Filme Estrangeiro e só saberemos se a longa-metragem de Miguel Gomes é, de facto, nomeada ao Oscar a 14 de janeiro de 2016. Até lá a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas terão de reunir todos os pré-nomeados à volta do mundo e escolher apenas 4 nomeados. Se se confirmar a distinção, seria o primeiro filme português a ser nomeado aos Oscars.

O Desolado conta com a participação de atores de excelência no panorama do cinema português, tais como Gonçalo Waddington, Joana de Verona ou Luísa Cruz. Este filme integra uma trilogia que é baseada no famoso conto persa “As Mil e Uma Noites”, onde Xerazade entretém o diabólico Rei com histórias fantásticas povoadas de misticismo, de forma a preservar a sua vida. As histórias contadas são sobre um país socialmente desesperado onde predomina o descontentamento. Esse país é Portugal.

A longa-metragem do premiado realizador português tem já estreia marcada para o próximo dia 24 de setembro.