Através da análise de publicações económicas a nível mundial, o jornal espanhol El País elaborou uma lista onde vemos quais as cidades onde a tão adorada bica é quase um artigo de luxo.

Se por cá beber um café é um hábito que a maior parte dos portugueses não dispensa e onde o preço desta fonte de energia ronda sensivelmente os 0,60€, lá fora estes preços chegam a ser dez vezes mais altos que os portugueses.

Sem surpresa, estas cidades encontram-se entre as cidades mais caras para viver e a lista pode funcionar como uma grande ajuda para os mais “viciados” em cafeína aquando da escolha do próximo destino de viagem.

Hong-Kong

hong-kong-06 (1)

Independentemente do estabelecimento, um café nesta cidade custa em média 7€. Por isso, se quiseres pedir alguma coisa só para não parecer mal (vá lá, todos já o fizemos) talvez o café não seja a melhor opção.

Oslo

2-Litoral-da-Noruega

Na capital norueguesa, pedir uma bica num hotel é um autêntico luxo: 5,20 €. Com o frio que faz neste país, mais vale acordar um bocadinho mais tarde e dispensar a bebida.

Genebra

1400-hero-geneva-switzerland-reflections.imgcache.rev1409338126139.web.1400.720

 

Aqui é preciso ter muito cuidado com o sítio onde se pede o café e como se pede o mesmo. Num estabelecimento comercial o preço ronda os 4€. Já num hotel custa 9€ e se for servido com leite chega aos 12 €.

Copenhaga

 copenhaga-orasul-eco

De regresso à Escandinávia, o café na Dinamarca se for servido com leite tem um preço média de 5,36€. No entanto, se não forem adicionados extra fica perto por 4€, preço que para os padrões portugueses também não é assim tão baixo.

Zurique

00136325

A segunda cidade suíça da lista, tem preços de café mais baixos que a sua conterrânea, sem deixarem por isso de ser bastante elevados : 3,72 € e 4,18 € (valor médios).