Nokia 3310. Simples na sua essência, atarracado no seu aspeto e uma autêntica arma de combate no mundo dos telemóveis. Foi lançado há 15 anos, mas continua a ser histórico. Porquê? 

De 2000 para cá, muitas coisas foram descobertas. Os telemóveis deixaram de ter teclas e passou a ser importante que tirem boas fotografias, a Nokia tornou-se rainha deposta das tecnologias, etc. etc… mas aquele telemóvel que deixou marcas nos nossos jeans mais justos, marcou também os nossos corações. E há vários motivos legítimos para isso:

  1. Não está provado cientificamente que, sem intenção deliberada e muito esforço, seja possível destruí-lo. Para conseguirem, os meninos do vídeo abaixo tiveram de usar três bolas de ferro a altíssimas temperaturas. E mesmo assim, houve componentes intactos.

2. Viciou-nos em SMS. Pela primeira vez pudemos escrever mais de 400 carateres numa mensagem e, verdade seja dita, a magia dos estalidos a teclar – e não valia olhar para o teclado – não tem paralelo em nenhum smartphone.

3. Deu-nos o Snake, e o Snake era o melhor jogo para passar tempo em filas de supermercado, salas de espera ou… jantares de família aborrecidos. Continuo a ter o recorde da família.

4. Vendeu-se durante 11 anos (!). De 2000 a 2011, já em plena era do smartphone, totalizando mais de 126 milhões de unidades comercializadas.

5. Dava para trocar de capa. E estimulou a criatividade da indústria para que fossem produzidas capas do Sporting, do Benfica e do Porto ou mesmo com motivos tão distantes como a Nossa Senhora de Fátima e a Pamela Anderson. Às vezes em Comic Sans.

6. Foi dos primeiros a ter calculadora e despertador e até já permitia SMS por tópicos, através do SMS Chat. É uma pena que ninguém se lembre de ter usado esta funcionalidade.

7. Dava para compôr toques de telemóvel próprios. Quem é que nunca fez uma sinfonia lendária com ele?

8. Gerou vários sucedâneos, dos quais o mais famoso foi o 3330, uma espécie de irmão gémeo mais redondinho que permitia screensavers animados e tinha um ecrã com 96×65 pixels.

9. Todos queremos que ele volte, e saltámos de alegria quando a Microsoft prometeu, o ano passado, em pleno Dia das Mentiras, que íamos ter direito a um revamp, para a atualidade, do mais querido de todos os modelos da Nokia. Doeu saber a verdade, mas o tempo é duro e não volta atrás.

3310-pureview-in-line1

E tu? Que é que gostavas mais no 3310? Conta-nos nos comentários.