Dismaland é o nome do “anti-parque de diversões” criado pelo artista britânico Banksy, num antigo complexo recreativo em Weston-super-Mare, perto de Bristol, no Reino Unido. O parque abriu oficialmente hoje, mas a população local já o pôde visitar desde sexta.
Dismaland é o nome que surge do trocadilho entre Disneyland (onde o parque vai buscar inspiração) e a palavra inglesa “dismal” (sombrio). O espaço conta com trabalhos da autoria de mais de 50 artistas plásticos, entre os quais se encontra a portuguesa Wasted Rita. Segundo o comunicado assinado por Banksy, este é o parque ideal para uma tarde em família, mas não é adequado para crianças.

O projecto foi mantido em segredo com a ajuda das autoridades locais, que afirmavam que o local estava a ser utilizado para a rodagem de um filme de Hollywood. A entrada é como a de um aeroporto e as regras são explícitas: as latas de tinta ficam de fora e os advogados da Disney vêm a sua entrada vedada.

Neste parque pode visitar-se a figura da morte a dançar ao som de Stayin’ Alive, uma estátua da Pequena Sereia reinterpretada e uma pira para queimar livros da autoria de Jeffrey Archer. Também se vai poder assistir a concertos neste espaço. Entre os nomes confirmados destacam-se os Massive Attack e as Pussy Riot.