O Huffington Post falou com um psicoterapeuta, na tentativa de entender um mistério para muitos – o significado dos sonhos. O resultado foi uma lista com os dez sonhos mais comuns e respetivos significados. Fica a conhecê-la.

Carder Stout, o especialista, tentou explicar o que significam dez dos sonhos mais vulgares que temos. As revelações de Stout são acessíveis e de fácil compreensão.

Em primeiro lugar, surgem os sonhos com a “gravidez“. Estes podem indicar “algum tipo de vida nova“, uma “nova energia interna, novas ideias“, possivelmente indicando algum tipo de mudança. Stout acrescenta que este tipo de sonho pode prever “uma direção totalmente nova“.

Em seguida, os sonhos com um(a) “ex-companheiro(a)“. Quando um antigo amor surge num sonho, significa que a pessoa em questão representa algum aspeto da nossa própria personalidade. Devemos perguntar-nos que características dessa pessoa sobressaem no sonho e  pensar nessas particularidade, relacionando-as connosco mesmos. Por exemplo, se o nosso ex for uma pessoa “filosófica”, talvez esse aspeto da nossa personalidade precise de alguma atenção.

O sonho com “dentes a cair” é o mais comum e o mais interpretado pelas mais diversas culturas. Para o psicoterapeuta, o significado é o de “transições na vida“. E o que poderá estar na origem deste tipo de sonho? A ansiedade, que pode ser causada pela vontade e/ ou medo de enfrentar uma mudança.

Sonhar com a “morte” pode querer dizer que estamos a tentar libertar-nos de alguma coisa ou a ultrapassar algo na nossa vida. Há algo que não nos agrada mais e, por isso, movemo-nos numa direção diferente. A verdade é que este sonho – um dos mais temidos pela maioria – é inofensivo. Uma simples mudança, algo que estamos a “deixar ir“, pode causá-lo.

E quanto aos “pesadelos recorrentes“? Stout afirma que a mente humana é a principal causadora desta situação, no que diz respeito à tendência para “realizar memórias ao invés de se libertar dos traumas que ela mesmo cria“. Ou seja, quer seja um pesadelo sobre um evento real ou mesmo sobre algo que nunca aconteceu, pode ser recorrente caso nos tenha marcado de alguma forma e, portanto, se tenha tornado numa espécie de memória “traumática”. Sonhar frequentemente com uma mesma coisa pode ser também uma simples chamada de atenção da nossa mente para a sobrecarga de uma determinada energia. Neste caso, cabe-nos “dar ouvidos” à nossa mente e resolver aquilo que a incomoda.

Quando sonhamos que estamos a “trair o(a) nosso(a) companheiro(a)“, mantendo uma relação extraconjugal, estamos a ser “desonestos“, sobretudo connosco próprios, refere Stout. Este tipo de sonhos sugere a existência de algo que estamos a suprimir ou algo que é “traiçoeiro, enganoso, dentro de nós próprios“. Por isso mesmo, estamos a ser sobretudo “infiéis às nossas próprias necessidades”.

Seguidamente, o psicoterapeuta fala-nos dos sonhos com “animais“. O significado deste tipo de sonho varia de cultura para cultura, da mesma forma que de pessoa para pessoa. Isto é, um mesmo animal, pode significar coisas distintas para duas pessoas, consoante as suas experiências de vida. Assim, quando analisamos um sonho com um certo animal, devemos pensar na nossa vida pessoal e depois no nosso inconsciente. Só assim conseguiremos interpretar o sonho de um modo “típico”, através de um modelo. As cobras são o animal escolhido pelo especialista para explicar este tópico: “Tens uma cobra? Já viste uma cobra numa loja de cobras? Que mitos já leste sobre cobras? O que é que as cobras significam para ti? Tens medo delas? Elas são interessantes para ti? Todas estas coisas são importantes para a nossa análise. Num nível mitológico, as cobras podem representar engano, regeneração, poder ou quaisquer outros elementos mágicos ou místicos. Analisa camada após camada e vê o que encontras.

Sonhar com a “escola ou local de trabalho” pode querer dizer que temos medo de mostrar aos outros quem realmente somos. A convivência com colegas da escola ou de emprego, leva-nos, tendencialmente, a criar uma espécie de “máscara” defensiva que não nos permite revelar quem somos na totalidade. Temos uma propensão para esconder as nossas fraquezas e, por isso, a possibilidade de estas serem reveladas causa-nos medo, levando-nos a sonhar com o assunto. No fundo, este sonho remete para a nossa “vulnerabilidade”.

As “aventuras” são, segundo Stout, um “sonho maravilhoso!”. “Voar” é um sonho bastante comum, inserido neste tópico. Tem a ver com uma espécie de “energia infantil, com o típico espírito aventureiro das crianças” que vamos perdendo ao longo da vida mas que deveríamos procurar nutrir e manter. O psicoterapeuta aconselha-nos a ser mais impulsivos, a libertar o nosso lado mais infantil de vez em quando.

Por fim, sonhar com “comida” tem a ver com algo em nós que está “esfomeado“, ou, pelo contrário, algo sobre o qual estamos a focar demasiado a nossa atenção. Se formos workaholics, por exemplo, o sonho poderia querer dizer “estou a ingerir muita energia de trabalho, estou inchado, cheio e não há espaço para mais nada na minha vida“. Por outro lado, se o sonho se relacionar com restrições alimentares, pode significar que desejamos algo, que há algo em nós que precisa de “nutrição“.

O artigo original foi traduzido de forma livre.