A exposição Génesis, do brasileiro Sebastião Salgado, termina este domingo na Cordoaria Nacional, em Lisboa. Desde abril somou mais de 55 mil visitantes.

Constituída por 250 imagens dedicadas à natureza, esteve patente no Torreão Nascente da Cordoaria Nacional, tendo curadoria de Lélia Wanick Salgado, a esposa do fotógrafo.

Aos 70 anos de idade, Sebastião apresenta fotografias de pessoas e da natureza. Os mais felizes e tristes momentos do planeta em livros e exposições que passam em revista várias áreas geográficas, apresentadas nas secções “Sul do Planeta“, “Santuários”, “África”,Espaços a Norte” e “Amazónia e Pantanal“.

elefante

A recolha foi feita ao longo de oito anos, entre 2004 e 2011, em mais de 30 viagens pelo mundo.

Génesis, que já mereceu a visita de mais de 2,5 milhões de pessoas em todo o mundo, foi trazida a Lisboa pela Terra Esplêndida e pela empresa EGEAC, que gere os equipamentos e a animação cultural do Município de Lisboa.