Lisboa e Porto, duas cidades que desde sempre andaram em guerra. A menina e moça nunca foi à bola com o ar grave e sério da mulher do norte e vice-versa. O que vale é que lisboetas e portuenses acabam as discussões regionalistas num qualquer café da esquina a beber uma bela cerveja, ou se preferirem, uma imperial ou um fino, porque afinal de contas somos todos gente da mesma terra.

No primeiro sábado de cada mês o Espalha-Factos passa a ser o campo de batalha para um confronto mensal entre duas belíssimas cidades portuguesas. Nesta guerra de regiões, palavras, fotografias e vídeos são as únicas armas permitidas. A vitória!? Será decidida por ti através dos teus comentários.

O Verão chegou e tanto os alfacinhas como os tripeiros têm várias opções para desfrutar do calor à beira-mar. Nesta semana o Lisboa vs Porto trouxe até ti algumas sugestões de zonas balneares a visitares tanto na Cidade das Sete Colinas, como na Invicta.

Praias em Lisboa

Costa da Caparica:

“Aqui vou eu para a Costa / Aqui vou eu, cheio de pica / De Lisboa vou fugir, vou pró Sol da Caparica” já cantavam os Peste&Sida em 1989. A Costa é, de facto, das zonas que recebe mais veraneantes lisboetas de junho a agosto. Apesar do areal da Praia da Costa da Caparica (centro) não ser muito extenso, as suas ondas chamam os surfistas.

E nem tudo é mau: a Costa tem mais praias. A distância entre elas torna-se mais curta devido a um pequeno comboio turístico – o velhinho Transpraia – que liga a Nova Praia à Praia do Términus, na Fonte da Telha. Esta última e a Praia do Americano são os dos destinos favoritos dos mais jovens, não só pela extensão do areal e pela beleza da Arriba Fóssil, como também pela prática de atividades desportivas: do bodyboard ao windsurf.

Sesimbra:

Sesimbra é outro dos destinos mais frequentados pelos lisboetas. Apesar da distância que a separa da capital, a beleza selvagem das praias conquistou os alfacinhas. Aqui, a Serra da Arrábida protege verdadeiras pérolas oceânicas, que, apesar dos difíceis acessos, se tornam cada vez mais massificadas.

Pouco antes de chegar à vila de Sesimbra, temos uma das praias mais procuradas, a Praia do Ribeiro do Cavalo, que deve o seu nome a um rochedo enorme que se assemelha a uma cabeça de Cavalo. O acesso a esta praia é feito por barco ou por caminhos que existem no meio da Serra.

Sesimbra

Os acessos são também difíceis para quem quer chegar ao Portinho da Arrábida, uma praia também muito conhecida, mas que exige algum conhecimento do local para lá chegar. Se procura uma praia familiar na zona de Sesimbra, a Praia da Lagoa de Albufeira pode ser a sua melhor opção. Aqui, vai ter o melhor de dois mundos: a beleza indomável do oceano e a calma da Lagoa, perfeita para os primeiros mergulhos das crianças.

Linha de Cascais:

A forma mais fácil de percorrer a Linha de Cascais é apanhando o comboio da CP que liga o Cais do Sodré até à vila de Cascais. O percurso é feito tendo como vista o rio Tejo e o Oceano Atlântico. O facto de ligar uma zona central da cidade de Lisboa a algumas das melhores praias do país faz com que o comboio CP seja muito mais procurado nos meses de Verão.

praia_mar_location_02

Aqui, o destaque vai para a Praia da Torre. Esta praia é separada da Praia de Carcavelos pelo Forte de S. Julião da Barra e é frequentada maioritariamente por jovens. A prática de bodyboard e skimming é frequente nesta praia, assim como a prática de volleyball, sendo que são montadas redes para esse efeito no Verão.

Praias no Porto

Matosinhos:

A Praia de Matosinhos é das mais conhecidas e frequentadas entre todas as praias do distrito do Porto. Pertencente à foz do Rio Leça pelo lado Sul, esta praia encontra-se junto ao pontão do Porto de Leixões, a Norte, onde a praia termina. Mesmo assim, o seu extenso areal é lugar de visita de milhares de banhistas todos os anos, aproveitando as excelentes condições que a praia proporciona.

praia-matosinhos

A facilidade de acessos é também um dos fatores que fazem com que esta praia seja das mais frequentadas. Tanto de metro como de autocarro ou mesmo de automóvel, a boa localização da praia torna-a num excelente ponto de visita. Com um largo passeio para peões e velocípedes, a quantidade de restaurantes típicos locais e uma boa seleção de alternativas próximas para se visitar, como o agradável Parque da Cidade ou o famoso Forte de São Francisco Xavier, Matosinhos é de facto uma das melhores opções de praias para quem deseja passar um dia de diversão.

Espinho:

Localizada a Sul de Vila Nova de Gaia, a Praia da Baía é famosa pela sua areia branca e larga extensão, embora com o passar do tempo, o avanço do mar tenha diminuído a distância entre a marginal e o oceano. Contudo, a boa temperatura e ondulação calma da água permite aos veraneantes desfrutarem de agradáveis banhos sem nunca perderem a sensação de segurança.

Espinho_PraiaBaía_ABAE_660x371_2

A Praia da Baía está também localizada numa zona com excelentes acessos, principalmente para quem se desloca de comboio, pois a estação situa-se mesmo em frente à praia. Apesar da calma do mar, a ondulação torna esta zona bastante conhecida pela prática de surf e bodyboard. É também na Praia da Baía que se realiza todos os anos uma das provas do circuito mundial de voleibol de praia.

Póvoa de Varzim:

Historicamente conhecida como a Praia dos Banhos, a Praia Redonda está localizada na área urbana da Póvoa de Varzim, entre a Enseada da Póvoa e a Praia da Salgueira. Apesar de ser delimitada a Norte por uma formação rochosa, o extenso areal dourado encontra-se livre de quaisquer rochas, permitindo aos banhistas agradáveis passeios ao longo da praia. O facto de ser conhecida como uma praia balnear fez com que no século XIX se tornasse numa das mais turísticas praias do Norte de Portugal.

image

Ramalho Ortigão refere ainda no livro As Praias de Portugal que “a Póvoa é o caravançará dos habitantes do Minho, em uso de banhos ou de ar do mar; que nenhuma outra praia oferece tão variada concorrência.” Em redor encontram-se estruturas construídas ao longo da História, como a Capela de São José, que mais tarde fora convertida numa igreja, e o Diana Bar e o famoso Café Guarda-Sol, conhecido pelas francesinhas que muito deliciam os seus visitantes.

Texto da autoria da Alfacinha Inês Chaíça e do Tripeiro Tiago Costa.