Quando um portuense e um alentejano se juntam, o resultado só pode ser bom: neste caso, são dois concertos conjuntos de Miguel Araújo e António Zambujo. No dia 20 e 27 de fevereiro, Lisboa e Porto recebem, respetivamente, dois dos grandes senhores da música portuguesa.

Cumplicidade, simplicidade e amizade são alguns dos adjetivos que descrevem estes dois artistas: começaram na música separados, mas é em conjunto que, ultimamente, Miguel Araújo e António Zambujo têm dado que falar. O que um escreve, outro interpreta, e se um dá um concerto, o outro faz uma participação especial – esta dupla já provou que se sozinhos são bons, juntos são ainda melhores. Agora, anunciam aquela que será uma delícia para os fãs: dois concertos conjuntos, onde “voz” e “guitarra acústica” são os ingredientes principais da noite, nos Coliseus de Lisboa e Porto.

A dose dupla de boa música portuguesa está marcada para dia 20 de fevereiro, no Coliseu de Lisboa, e 27 de fevereiro no Coliseu do Porto. Os dois concertos prometem ser pérolas únicas para os fãs, com os mais recentes trabalhos de Miguel Araújo e António Zambujo (quem sabe, com uma aparição do Pica do 7!), com espaço ainda para dois dedos de conversa.

E como os amigos são para ocasiões, foram várias as figuras públicas que quiseram deixar uma palavra amiga aos músicos, entre elas, Nuno Markl “São lendárias as noitadas de cantigas que estes dois indivíduos levam a cabo entre compinchas. Que eles agora queiram partilhar a farra com milhares de convivas e fazer de uma sala venerável e respeitável como o Coliseu um acolhedor tasco, é a definição perfeita do que deve ser serviço público. Bem haja, Ujos (Ara e Zamb).” E ainda Fernando Alvim:Está tudo a falar do Iker Casillas e da Sara Carbonero, e ainda ninguém percebeu que o casal do ano são estes dois. O Miguel Araújo e o António Zambujo deviam casar-se, dar uma volta ao mundo juntos e tocar para minorias, mas temo bem que optem pelo contrário e encham estes coliseus.”