A 32ª edição do Jazz em Agosto vai decorrer já de 31 de julho a 9 de agosto e conta com uma série de concertos no anfiteatro ao ar livre da Fundação Calouste Gulbenkian, com especial destaque para as grandes formações orquestrais, que têm vindo a ser uma aposta ao longo destes 30 anos.

Este ano o festival abre com a Fire! Orchestra, um projeto de Mats Gustafsson que em Lisboa terá a presença de 19 músicos, muitos deles companheiros de vida e do palco. Esta orquestra faz-se marcar pela força explosiva da música que é criada a partir de fricções de Jazz, Rock psicadélico, música improvisada e eletrónica.

O segundo destaque vai para o reencontro dos portugueses Red Trio com o saxofonista inglês John Butcher, no dia 5 de agosto, revelando aquilo que o crítico Stuart Broomer descreveu como “uma espantosa intimidade musical, ligando de forma original free jazz e improvisação livre”.

A fechar o cartaz de mais uma edição que promete grandes espetáculos está a Orchestra Nacional de Jazz, dirigida pelo guitarrista Olivier Benoît. Esta orquestra foi totalmente renovada em 2014 e desenvolve desde então o programa Europa, que tem por objetivo traçar um mapa musical da Europa contemporânea. A primeira cidade cujos sons inspiraram Benoît foi Paris e este ano será Berlim que será apresentada no Jazz em Agosto.

Todos os concertos começam às 21h30 no anfiteatro ao ar livre da fundação e os preços variam entre os 12 e os 20 euros, com descontos de 50% e 30% para jovens até aos 25 anos e maiores de 65, respetivamente.

Se quiseres mais informações sobre o evento ou desejares consultar o programa completo clica aqui.