Phil Ferguson, de nacionalidade australiana, começou a fazer crochet para se sentir menos sozinho. As peças assemelham-se a alimentos, bebidas ou refeições completas e são partilhadas no Instagram oficial do autor.

Phil começou a fazer crochet para não se sentir tão só quando mudou de cidade. As peças que confeciona – por vezes ao longo de várias semanas – resultam em enormes chapéus. Por sua vez, estes enchem de cor a sua página do Instagram que já conta com milhares de seguidores.

Fica a conhecer algumas das fotografias partilhadas nas redes sociais:

Visita o Instagram e/ou a página do Facebook.