De 9 a 26 de julho, o Mosteiro de São Bento da Vitória recebe três produções de escolas artísticas, no âmbito de uma iniciativa do Teatro Nacional São João, no Porto.

Numa parceria com a Academia Contemporânea do Espetáculo (ACE), a Escola Superior de Música, Artes e Espetáculo (ESMAE) e a Escola Superior Artística do Porto (ESAP), o TNSJ pretende não só continuar a criar vínculos com futuros criadores como proporcionar uma experiência profissional durante o período curricular.

Com direção do ator Paulo Calatré, Chatroom, do dramaturgo irlandês Enda Walsh, é levado a cena por cerca de dezenas de alunos da ACE. Entre os dias 9 e 12 de julho, será abordado, num espetáculo para maiores de 16 anos, o lugar contemporâneo que o mundo online ocupa nas nossas vidas, numa perspetiva quer cómica quer cruel sobre um grupo de adolescentes. “Os perigos do mundo virtual, o isolamento dos jovens e a perda de inocência são alguns dos temas que vão ser explorados”, lê-se no comunicado de imprensa. A peça pode ser vista quinta-feira, sexta-feira e sábado, às 21h00, e domingo, às 16h00. Os bilhetes custam cinco euros.

unnamed

Nos dias 18 e 19 de julho, estará em cena a ópera Ordo Virtutum, uma das obras da visionária Hildegard von Bingen, criada em 1151, “que expõe a luta da alma humana entre aquilo que pode ser chamado de virtude e o lado oposto, caracterizado pelo Diabo”, de acordo com o comunicado de imprensa. Com direção musical de Filipa Taipina (a realizar o doutoramento em Canto Gregoriano, como bolseira da Fundação da Ciência e Tecnologia, no Pontíficio Istituto di Musica Sacra, em Roma) e com encenação de Cláudia Marisa, este drama litúrgico é reavivado às 21h00, por alunos da pós-graduação em Ópera e Estudos Músico-Teatrais da ESMAE. Os bilhetes custam cinco euros, para público a partir dos seis anos.

Entre os dias 23 e 26 de julho, a iniciativa do Teatro Nacional São João termina com o espetáculo Inéditos, uma peça dividida em dois momentos: Didascálias, escrita por alunos e dirigida por Marta Freitas, e Portugal Tourism, com texto de Jorge Palinhos e direção de Roberto Merino. Os alunos finalistas de Teatro da ESAP pretendem apresentar um exercício de encerramento do ano letivo, em que os espetadores são desafiados a tornar-se “meros turistas, viajando pelo espaço e pelo tempo”. De quinta-feira a sábado, às 21h00, e domingo, às 16h00, os bilhetes têm um custo de cinco euros.